Colaboradores

Violência doméstica

Por CEFEMEA:
A violência estrutural é camuflada por sua conformidade às regras; é naturalizada por sua presença permanente na tessitura das relações sociais; é invisibilizada porque, ao contrário da violência aberta, não aparece como uma ruptura da normalidade. Em particular, a violência estrutural tem beneficiários, mas não tem necessariamente perpetradores particularizáveis […]

Colaboradores

O homem confinado

Por Paola Ruiz-Huerta
Talvez o homem confinado possa descobrir, nos dias de hoje, que sair da lógica produtiva, patriarcal e machista gera mudanças importantes e positivas em sua vida e nas pessoas à sua volta […]

Colunistas

Não há socialismo sem feminismo

Por Julian Rodrigues
No Brasil, milhares de mulheres, jovens pobres, pretos, tomaram contato com o feminismo, com as demandas pelas liberdades sexuais e de gênero e com a luta pela igualdade racial num contexto de hegemonia de autores e teorias não marxistas.
[…]

Colunistas

A revolução será feminista ou não será

Por Elenira Vilela
A maioria das organizações as mulheres aceitam cada dia menos o papel de coadjuvantes. Isso significa que nas lutas populares, nas ruas, nas redes e nas eleições a questão feminista tem que ser colocada no centro, a participação das mulheres tem que ser incentivada, garantida, fomentada, respeitada e com o devido protagonismo
[…]

Colunistas

As duas revoluções do feminismo

Por Leonardo Boff
As mulheres trazem para o espaço público os valores de sua vivência no âmbito privado: solidariedade, partilha e cuidado. Altruístas, defendem mais cooperação no mundo do trabalho e a reversão do processo de destruição da natureza e da espécie humana.
[…]

Colaboradores

A mulher e o socialismo

Por Joana El-Jaick Andrade
As análises de August Bebel, o princípio de que “não pode haver emancipação humana sem a independência social e a igualdade entre os sexos”, pautaram não só o debate marxista sobre o feminismo como também o movimento feminista organizado.
[…]

Colaboradores

A revogação do decoro

Por Manuel Domingos Neto
No parlamento, no tribunal, no quartel, nas escolas o enxovalhar da honra da mulher é a forma mais eficaz de destruição da convivência respeitosa entre humanos. Trata-se de uma regra milenar!
[…]