Nota sobre a ofensiva da Ucrânia

Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por CAIO BUGIATO*

A ofensiva ucraniana falhou. O que é péssimo para Zelensky, que corre contra o tempo, e contra a chuva, para agradar seus patrocinadores

No início de junho de 2023 as forças armadas ucranianas lançaram uma ofensiva para a recuperar os teritórios ocupados pelas forças russas. Depois de fornecimento de treinamentos e de cerca de US$ 100 bilhões em auxílio vindos de países da OTAN, a prometida blitzkrieg é uma tentativa de tomar terrótirios insiginificantes e sem avanço expressivo. Os mapas abaixo, de 01 de junho e de 31 de agosto, mostram que praticamente nada mudou. A porção ocupada (em vermelho e preto) permanece a mesma.

Mapa 1 – 01 de junho

Fonte: Institute for the Study of War

Mapa 2 – 31 de agosto

Fonte: Institute for the Study of War

Os ucranianos esbarram nas linhas de defessa russas, as mais extensas fortificações da história recente, contruidas por meses diante das intençoes de Kiev. No outono que se aproxima, a região tem uma estação tipicamente chuvosa. Isso significa que estradas não pavimentadas se transformarão em lamaçais, dificultando ou quase impossibilitando avanços.

O Ocidente está decepcionado e preocupado. Líderes ocidentais se mostram insatisfeitos com o presidente Volodymyr Zelensky. O ex-primeito ministro da Ucrânia, Nikolai Azarov, afirmou ainda que o Ocidente está agora procurando alguem que não tenha uma posição tão antirrussa para substituir Volodymyr Zelensky. A imprensa ocidental está assumindo que a ofensinva é um suicídio e um completo fracasso do Ocidente. Em meio a casos de corrupção, o Ministro da Defesa Oleksii Reznikov caiu.

O principal fiador da guerra, os Estados Unidos, tem eleições em 2024. Um novo projeto de lei de financiamento para a guerra está sendo preparado pelo governo de Joe Biden, que provavelmente estará pronto para ser apreciado pelo Congresso, de maioria republicana, até o final do ano. Donald Trump, que pode ou não ser o candidato republicano, é crítico da OTAN e tem alertado que a posição de Joe Biden sobre a Ucrânia pode levar à Terceira Guerra Mundial e a um conflito nuclear. Para Donald Trump a guerra não é assuntos dos EUA. O que é péssimo para Volodymyr Zelensky, que corre contra o tempo, e contra a chuva, para agradar seus patrocinadores.

*Caio Bugiato é professor de ciência política e relações internacionais da UFRRJ e do programa de pós-graduação em relações internacionais da UFABC.


A Terra é Redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores.
Ajude-nos a manter esta ideia.
CONTRIBUA

Veja neste link todos artigos de

10 MAIS LIDOS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

__________________
  • Andes x Proifes — a disputa no sindicalismo docentegreve educação 28/05/2024 Por VALTER LÚCIO DE OLIVEIRA: O sindicato sai enfraquecido quando sua direção parte do princípio de que as únicas posições verdadeiramente esclarecidas e legítimas são aquelas que respaldam a suas orientações
  • A hora da estrela – trinta e nove anos depoisclareice 20/05/2024 Por LEANDRO ANTOGNOLI CALEFFI: Considerações sobre o filme de Suzana Amaral, em exibição nos cinemas
  • O bolsonarismo pode voltar ao poder?Valério Arcary 24/05/2024 Por VALERIO ARCARY: O lulismo, ou lealdade política à experiência dos governos liderados pelo PT, permitiu conquistar o apoio entre os muito pobres. Mas a esquerda, embora mantenha posições, perdeu a hegemonia sobre sua base social de massas original.
  • A “multipolaridade” e o declínio crônico do OcidenteJosé Luís Fiori 17/05/2024 Por JOSÉ LUÍS FIORI: A defesa da multipolaridade será cada vez mais a bandeira dos países e dos povos que se insurgem neste momento contra o imperium militar global exercido pelo Ocidente
  • Um alvo perfeitocultura Poemas 27/05/2024 Por ANTÔNIO DAVID: Considerações sobre o ataque de Jair Bolsonaro a Marília Moschkovich
  • Realizando a filosofia — Marx, Lukács e a Escola de…toca discos 25/05/2024 Por ANDREW FEENBERG: A filosofia da práxis é significativa hoje como a tentativa mais desenvolvida dentro do marxismo de refletir sobre as consequências da racionalização da sociedade sob o capitalismo
  • O legado de uma década perdidaRenato Janine Ribeiro 22/05/2024 Por RENATO JANINE RIBEIRO: A esquerda é inteiramente representativa do senso comum de nossa sociedade – tudo de bom que acontece, e tudo de ruim, é só do Presidente
  • O agonizante fim do sionismodistante 22/05/2024 Por SAMUEL KILSZTAJN: O judaísmo não pode ser protegido por furiosos militares israelenses, pois tudo o que os militares fazem é semear tristeza e colher ódio
  • Guaíba – rio ou lago?Rio Guaíba 24/05/2024 Por JOÃO HÉLIO FERREIRA PES: É importante definir juridicamente se o Guaíba é rio ou lago para fins de uma eficaz implantação das políticas públicas de proteção de suas margens
  • Tensões da composição policlassistaMike Chai 27/05/2024 Por ANDERSON ALVES ESTEVES: Greve nos Institutos e Universidades federais desnuda a frente amplíssima

AUTORES

TEMAS

NOVAS PUBLICAÇÕES