• Colunistas

    Quem sabe faz a hora

    Por Marilena Chaui
    Considerações sobre o Manifesto “O Brasil não pode ser destruído por Bolsonaro” […]

  • Colunistas

    A estratégia da pinça

    Por Paulo Capel Narvai
    Com o Manifesto “O Brasil não pode ser destruído por Bolsonaro” a oposição anuncia disposição de reagir à pinça e não desistir da batalha. Mas, qual é a contra estratégia da oposição para conter Bolsonaro e não permitir que o xadrez eleitoral de 2022 seja antecipado? […]

  • Colunistas

    Estradas no cárcere

    Por Chico Alencar
    Multidões dispersas, mas unidas para vaiar com toda a força dos seus pulmões os carrascos da lógica, os mercadores da fé, os gângsteres da política, os verdugos da ciência, os assassinos da esperança.
    […]

  • Colunistas

    Considerações sobre a filosofia do futuro

    Por Antonio Valverde
    O intelectual público – erudito, boêmio, livre pensador –, aos poucos, foi sendo substituído pelo professor universitário proletarizado da era digital, adaptado à forma fragmentada do trabalho da linha administrativa toyotista
    […]

  • Colunistas

    O protofascismo brasileiro

    Por Rubens Pinto Lyra
    Nas declarações sobre o coronavírus, em radical descompasso com as evidências científicas, comporta-se o militar-presidente como os fascistas, que extraem de seu fundamentalismo “um gozo sádico”.
    […]

  • Colunistas

    O medo do futuro incerto

    Por Tarso Genro
    No vácuo da dissolução da solidariedade política se esvaem as opções democráticas, criando o caldo de cultura onde prolifera o fascismo, a morte do Estado de Direito pela vontade da demência organizada no poder. […]

Últimos artigos

Literatura

Newsletter

Aviso de novos artigos

Colunistas

  • Por Paulo Capel Narvai
    Com o Manifesto “O Brasil não pode ser destruído por Bolsonaro” a oposição anuncia disposição de reagir à pinça e não desistir da batalha. Mas, qual é a contra estratégia da oposição para conter Bolsonaro e não permitir que o xadrez eleitoral de 2022 seja antecipado? […]

  • Por Chico Alencar
    Multidões dispersas, mas unidas para vaiar com toda a força dos seus pulmões os carrascos da lógica, os mercadores da fé, os gângsteres da política, os verdugos da ciência, os assassinos da esperança.
    […]

  • Por Antonio Valverde
    O intelectual público – erudito, boêmio, livre pensador –, aos poucos, foi sendo substituído pelo professor universitário proletarizado da era digital, adaptado à forma fragmentada do trabalho da linha administrativa toyotista
    […]

  • Por Rubens Pinto Lyra
    Nas declarações sobre o coronavírus, em radical descompasso com as evidências científicas, comporta-se o militar-presidente como os fascistas, que extraem de seu fundamentalismo “um gozo sádico”.
    […]

  • Por Tarso Genro
    No vácuo da dissolução da solidariedade política se esvaem as opções democráticas, criando o caldo de cultura onde prolifera o fascismo, a morte do Estado de Direito pela vontade da demência organizada no poder. […]

  • Por Eleutério Prado
    A limitação decisiva ao processo de reprodução do capital é externa. Dois fatores podem vir a constranger a dinâmica da acumulação: a ação da classe trabalhadora e a exaustão da capacidade do planeta Terra.
    […]

  • Por Julian Rodrigues
    No Brasil, milhares de mulheres, jovens pobres, pretos, tomaram contato com o feminismo, com as demandas pelas liberdades sexuais e de gênero e com a luta pela igualdade racial num contexto de hegemonia de autores e teorias não marxistas.
    […]

  • Por Afrânio Catani
    Comentário sobre Investigando Piero, livro do historiador italiano Carlo Ginzburg […]