Patrícia Galvão, jornalista

Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por KENNETH DAVID JACKSON*

Lançamento da primeira antologia do jornalismo de Patrícia Galvão (Pagu)

A Edusp anuncia o lançamento da primeira antologia do jornalismo de Patrícia Galvão (Pagu), Palavras de Rebeldia. Resultado de décadas de pesquisa nos arquivos, abre com uma introdução inédita de seu filho, Geraldo Galvão Ferraz, escrito há mais de 10 anos especialmente para acompanhar esta coleção do jornalismo.

A antologia resgata do esquecimento umas 200 colunas, representando trinta anos de comentários sobre a política, sociedade e cultura brasileiras (1931-1961) de uma de suas figuras mais vivas e celebradas. O leitor poderá ouvir mais uma vez a voz inconfundível da Pagu sobre a política, seguir a sua fiel dedicação aos seus ideais, ouvir a sua voz crítica e rebelde, comentada por Carlos Drummond de Andrade, e acompanhar sua visão sempre penetrante e compassiva.

A antologia antecipa o lançamento em ePub da coleção completa do jornalismo em quatro volumes, aqui amplamente representados. Abre com “Pagu e a Política”, desde seus ataques à sociedade modernista nas colunas de “A mulher do Povo” (1931), à sátira da “Konstituinte Kremiliniana” na Vanguarda Socialista (1945-6), aos temas quotidianos nas colunas assinadas ARIEL, publicadas em A Noite (1942) e à longa série “Cor local” de 1946 a 1954, assinada Pt.

Inclui documentos do processo de Patrícia pelo Tribunal de Segurança Nacional, depois da sua volta a França (1936-40), assim como a Resolução de expulsão do Partido Comunista do Brasil (1939).

Patrícia Galvão se revela no jornalismo como uma grande voz sobre as artes e a literatura, comparável a Sérgio Milliet e seu Diário Crítico. Em colunas surpreendentes, Pagu fala de Clarice Lispector, Hilda Hilst, Drummond, Lima Barreto, Graciliano e Machado. Nas artes, comenta Burle Marx, Segall, Cícero Dias, Portinari e Tarsila, entre outros. É autora das primeiras colunas no Brasil sobre Fernando Pessoa.

Na década de 1950 se dedica ao teatro, com colunas tanto sobre o teatro mundial como as peças que considera as melhores do teatro nacional, O Auto da Compadecida e Pagador de Promessas, que descreve como “a melhor de todos os tempos”. Ainda comenta a encenação em Santos ou São Paulo de peças de Beckett, Ionesco, Arrabal e Octavio Paz.

Na antologia de grandes autores mundiais (1946-1961), o seu último grande projeto, Pagu escolhe e traduz mais de 100 autores – Joyce, Woolf, Faulkner, Bréton, Cocteau, Tzara, Mansfield – incluindo um conto de Borges e, num gesto de vanguarda, conto de King Shelter, o nome que usava para seus próprios contos de detetive. E aparece Patrícia poeta, com versos que escreveu nos anos finais, assinados Solange Sohl, descobertos e prestigiados por Augusto de Campos, que participa na antologia com novo texto.

A antologia do jornalismo de Patrícia Galvão recupera uma das vozes mais originais na construção do Brasil moderno, de uma das suas figuras mais sofridas e mais resistentes. Com o jornalismo que praticou por 30 anos, Pagu conta da sua ação política e da sua rebeldia, da sátira e paródia de tudo e todos, do teatro, da apreciação dos grandes nomes da literatura brasileira e mundial. Depois da volta da democracia com o fim da guerra, refina uma visão educativa de cidadania, desejando apresentar ao público brasileiro os grandes nomes da literatura mundial do seu tempo, usando dos seus talentos de tradutora e intelectual.

O conjunto do jornalismo revela uma quantidade enorme de textos, retratando a vida de paixão de Patrícia Galvão, confirmando sua fé nos seus leitores e sua dedicação à luta para formar um Brasil melhor, merecedor dos seus ideais.

*Kenneth David Jackson é professor na Universidade de Yale, onde dirige a área Estudos de Português. Autor, entre outros livros, de Cannibal Angels: Transatlantic Modernism and the Brazilian Avant-Garde (Peter Lang).


A Terra é Redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores.
Ajude-nos a manter esta ideia.
CONTRIBUA

Veja neste link todos artigos de

10 MAIS LIDOS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

__________________
  • Como mentir com estatísticascadeira 51 18/05/2024 Por AQUILES MELO: Os números apresentados pelo governo federal aos servidores da educação em greve mais confundem do que explicam, demonstrando, assim, desinteresse na resolução do problema
  • A “multipolaridade” e o declínio crônico do OcidenteJosé Luís Fiori 17/05/2024 Por JOSÉ LUÍS FIORI: A defesa da multipolaridade será cada vez mais a bandeira dos países e dos povos que se insurgem neste momento contra o imperium militar global exercido pelo Ocidente
  • Razões para o fim da greve nas Universidade Federaisbancos 16/05/2024 Por TADEU ALENCAR ARRAIS: A nova proposta do Governo Federal anunciada dia 15 de maio merece debate sobre continuar ou não a greve
  • A hora da estrela – trinta e nove anos depoisclareice 20/05/2024 Por LEANDRO ANTOGNOLI CALEFFI: Considerações sobre o filme de Suzana Amaral, em exibição nos cinemas
  • A greve nas universidades e institutos federais não…caminho tempo 17/05/2024 Por GRAÇA DRUCK & LUIZ FILGUEIRAS: As forças de esquerda e democráticas precisam sair da passividade, como que esperando que Lula e o seu governo, bem como o STF resolvam os impasses políticos
  • A liberdade fake e o Marquês de SadeEugenio Bucci 18/05/2024 Por EUGÊNIO BUCCI: A liberdade fake, a liberdade sádica, que no fundo é a negação de toda liberdade, está levando o Brasil ao naufrágio total
  • De Hermann Cohen a Hannah Arendtcultura barcos a vela 18/05/2024 Por ARI MARCELO SOLON: Comentário sobre o livro de Miguel Vatter
  • A universidade operacionalMarilena Chauí 2 13/05/2024 Por MARILENA CHAUI: A universidade operacional, em termos universitários, é a expressão mais alta do neoliberalismo
  • O cavalo Caramelocavalo caramelo 15/05/2024 Por LEONARDO BOFF: Há que se admitir que nós não temos respeitado os direitos da natureza com seu valor intrínseco, nem posto sob controle nossa voracidade de devastá-la
  • Depois do dilúvioTarso Genro 20/05/2024 Por TARSO GENRO: Um cavaleiro apocalíptico, três negacionismos e muitos funerais

AUTORES

TEMAS

NOVAS PUBLICAÇÕES