As ideias precisam circular. Ajude A Terra é Redonda a seguir fazendo isso.

Afire

Imagem: Soledad Sevilla
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por JOSÉ GERALDO COUTO*

Comentário sobre o filme de Christian Petzold

Ainda que esboce no final um gesto de esperança, Afire, do alemão Christian Petzold, é uma obra sobre o desastre. Desastre do indivíduo, desastre do planeta. Ganhador do grande prêmio do júri em Berlim e destaque da recente Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, o filme já entrou em cartaz nos cinemas brasileiros.

O filme começa com um contratempo. Dois jovens amigos, o escritor Leon (Thomas Schubert) e o estudante de arte Felix (Langston Uibel) rodam por uma estradinha deserta em meio a uma floresta quando o carro quebra e eles são obrigados a percorrer a pé os quilômetros que faltam até a casa de praia onde pretendem se instalar por alguns dias para trabalhar, Leon em seu novo livro e Felix num portfólio fotográfico.

Ao chegar à casa, outra surpresa desagradável: o lugar já está ocupado por outra pessoa, a jovem Nadja (Paula Beer), amiga da mãe de Felix, a dona da casa, o que obriga os amigos a dividirem um quarto menor.

Equilíbrio instável

Daí para a frente sucedem-se os imprevistos, com a entrada em cena de dois outros personagens – um salva-vidas e um editor –, ocasionando a cada vez uma nova perturbação no já instável equilíbrio entre os hóspedes.

Não cabe antecipar aqui o encadeamento de eventos e situações, mas apenas chamar a atenção para o essencial: o modo como cada um dos amigos reage ao inesperado. Enquanto o sociável Felix mantém uma atitude aberta, ativa e afetuosa, o casmurro Leon se fecha em seu casulo, fazendo de seu trabalho um escudo contra as arestas do mundo.

O pano de fundo desse estudo de personagens é o avanço ameaçador de um incêndio florestal. (Afire, título internacional mantido no Brasil, significa “Em chamas”; o título original alemão, Roter Himmel, é “Céu vermelho”.) Um dos méritos do filme é a interação entre as forças da natureza e o mundinho dos personagens. O contraste entre a luminescência azul do mar e a vermelhidão do céu noturno fica na memória, no final das contas, como sua marca visual mais forte.

Christian Petzold anuncia aos poucos a aproximação do sinistro: primeiro helicópteros sobrevoando a região, depois sirenes, mais adiante carros de bombeiros, animais fugindo pela floresta e, por fim, as chamas propriamente ditas. Tudo isso espalhado ao longo da narrativa, e entrelaçado com o drama humano.

Espião da vida

Mas o mais interessante na abordagem do cineasta é o fato de que o personagem que acompanhamos de perto, quase como numa narrativa em primeira pessoa, é justamente o menos simpático, Leon. É por meio de seu olhar ressentido e desconfiado que vemos a ação se desenvolver à sua volta, em especial a leveza e a graça com que os outros personagens se movimentam e se relacionam.

Ao nos forçar a assumir o ponto de vista desse sujeito narcísico e inseguro, espião da vida, ao mesmo tempo em que o pega no contrapé, “em horinhas de descuido”, revelando sua vulnerabilidade e suas contradições, o filme nos provoca o incômodo da auto-observação, em vez da catarse tranquilizadora proposta por tantos filmes que induzem à identificação com os “personagens positivos”.

Essa penosa jornada de autoconhecimento e abertura para um mundo conflagrado é o que Christian Petzold nos leva a compartilhar. Nada menos.

*José Geraldo Couto é crítico de cinema. Autor, entre outros livros, de André Breton (Brasiliense).

Publicado originalmente no site do Instituto Moreira Salles [https://ims.com.br/blog-do-cinema/afire-por-jose-geraldo-couto/].

Referência


Afire (Roter Himmel)
Alemanha, 2022, 102 minutos
Direção e roteiro: Christian Petzold
Elenco: Thomas Schubert, Paula Beer, Langston Uibel, Enno Trebs, Matthias Brandt.


A Terra é Redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores.
Ajude-nos a manter esta ideia.
CONTRIBUA

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Alexandre de Freitas Barbosa Paulo Martins Tarso Genro Atilio A. Boron André Singer Tales Ab'Sáber Eugênio Bucci Rafael R. Ioris Paulo Sérgio Pinheiro Rubens Pinto Lyra Valerio Arcary Henry Burnett Flávio R. Kothe Claudio Katz Sergio Amadeu da Silveira Gabriel Cohn Vanderlei Tenório Luiz Carlos Bresser-Pereira Francisco de Oliveira Barros Júnior João Carlos Loebens Salem Nasser Carlos Tautz Sandra Bitencourt Daniel Costa Paulo Fernandes Silveira Juarez Guimarães Marcus Ianoni Luiz Costa Lima José Costa Júnior Dênis de Moraes Igor Felippe Santos José Dirceu Armando Boito Daniel Brazil Berenice Bento Andrew Korybko Tadeu Valadares Marilena Chauí Fábio Konder Comparato Eliziário Andrade Marcos Silva Fernão Pessoa Ramos Luiz Bernardo Pericás Francisco Pereira de Farias Dennis Oliveira Yuri Martins-Fontes Leonardo Sacramento Henri Acselrad Samuel Kilsztajn Bruno Machado José Geraldo Couto Maria Rita Kehl Luiz Roberto Alves Lorenzo Vitral Bernardo Ricupero Michael Löwy Jean Pierre Chauvin Antonino Infranca Ladislau Dowbor Denilson Cordeiro Julian Rodrigues Jorge Luiz Souto Maior Marcelo Módolo Vladimir Safatle Benicio Viero Schmidt Slavoj Žižek Antonio Martins Carla Teixeira Luiz Werneck Vianna Jorge Branco Alexandre de Lima Castro Tranjan Renato Dagnino Eduardo Borges Anselm Jappe João Carlos Salles José Machado Moita Neto Alexandre Aragão de Albuquerque Plínio de Arruda Sampaio Jr. Afrânio Catani Mário Maestri Airton Paschoa Priscila Figueiredo Jean Marc Von Der Weid João Feres Júnior Marcos Aurélio da Silva Elias Jabbour Roberto Bueno João Paulo Ayub Fonseca Caio Bugiato Ricardo Musse Francisco Fernandes Ladeira Leonardo Avritzer Eugênio Trivinho João Lanari Bo Manuel Domingos Neto Everaldo de Oliveira Andrade Flávio Aguiar Daniel Afonso da Silva Marilia Pacheco Fiorillo Antônio Sales Rios Neto Luiz Eduardo Soares Milton Pinheiro Gilberto Maringoni Ricardo Fabbrini Heraldo Campos José Luís Fiori Gerson Almeida Leda Maria Paulani Ricardo Abramovay Luiz Renato Martins Osvaldo Coggiola Bento Prado Jr. Ricardo Antunes Remy José Fontana Boaventura de Sousa Santos Fernando Nogueira da Costa Eleonora Albano Ronald Rocha Ari Marcelo Solon Manchetômetro Valério Arcary Luciano Nascimento Érico Andrade Bruno Fabricio Alcebino da Silva Alysson Leandro Mascaro Ronald León Núñez Celso Favaretto Kátia Gerab Baggio Paulo Nogueira Batista Jr Rodrigo de Faria Anderson Alves Esteves Walnice Nogueira Galvão Liszt Vieira Vinício Carrilho Martinez Otaviano Helene José Micaelson Lacerda Morais Luiz Marques Thomas Piketty João Sette Whitaker Ferreira João Adolfo Hansen Eleutério F. S. Prado Marcelo Guimarães Lima José Raimundo Trindade Ronaldo Tadeu de Souza Paulo Capel Narvai Luis Felipe Miguel André Márcio Neves Soares Chico Alencar Celso Frederico Lincoln Secco Marjorie C. Marona Lucas Fiaschetti Estevez Annateresa Fabris Mariarosaria Fabris Luís Fernando Vitagliano Roberto Noritomi Chico Whitaker Gilberto Lopes Leonardo Boff Michael Roberts

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada