As ideias precisam circular. Ajude A Terra é Redonda a seguir fazendo isso.

Fragmentos XXI

Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por AIRTON PASCHOA*

Sete peças curtas

Museu de cera

Meu avô ouvia no rádio Vicente Leporace.
O avô do meu neto assistia Artur da Távola na TV.
Um falava de política, outro de música clássica.
O neto, mudo, não vê nem ouve.
Curte, ama, compartilha, ilhado.

 

O cubo ao quadrado

Dentro do cubo rola a culpa.
A culpa da culpa da culpa…
Que culpa tenho eu?
Sobe e desce, com os ombros.
Rio abaixo, rio acima.
Que culpa temos nós?
Interrogo o pai, o filho e espirro.
Seis, o cubo cai.
A manhã nasce fria feito sala de IML.
O peito palpita e não pode palpitar.
As solas de borracha apagam os passos.

 

Andantino

Riscam, coriscam, cãibra!
O caco de luz, o corte de azul, o sangue do lusco-fusco.
E os olhos fechados e a respiração flechada.
Respiro fundo e passo.

 

Sismo

Quando apagamos a luz
e nos damos as costas
o leito se abre e rolando vai
cada qual no seu abismo.
Claro que retornamos
e o novo dia vai raiar
e você vai rir e ralhar
e tornar a dormir e acordar. Mas

é impossível evitar o leve tremor.

 

Parede

Estranho. De tão belo o balé evocava a infância. Foi o que disse à repórter que o entrevistara. A prefeitura distribuía sopão cultural à população faminta de beleza. Num desses pontos estarrecia de emoção com o corpo jamais visto, colado ao poste, o pintor de parede. De que infância fazia cartaz o miserável… Da nossa? com as cantigas de roda rodando no tempo veloz a passos sempre mais desgarrados? Da sua, cercada de adultos imensos e misteriosos, quase deuses em seu poder de amar ou matar? Da infância da humanidade em balé solene à roda do Sol? Daquela infância que jamais vivemos e passamos a vida tentando esquecê-la? Não falou, voltou à parede como quem volta as costas. E o tremor de ombros de longe em longe tem cara de sestro de infância.

 

Desenho

Faz tempo que não desenho.
A palavra manhã, por exemplo. Nascendo com seus montes e lagos, seu sol subindo detrás da encosta, à altura quase da pequenina nuvem poente.
Ou seriam pernas como raios correndo por cima de tudo atrás da pipa cortada?
Manhã.
Manhã que sem nuvem, de um azul de doer, vem deixando repontar no peito e na pedra, manhosamente, o que sempre foi e é desde que a inscreveu o primeiro homem com estilete e esperança.

 

O poeta aureolado

O poeta laureado recita na Universidade
ele mora pertinho
O poeta laureado é chamado quando tem festa no câmpus
foi aluno professor poeta laureado
O poeta laureado é uma sumidade na comunidade
dá a largada na regata resgata os argonautas
Chove aplauso
o poeta laureado fala do tempo
do amor da morte da metamorfose
depois volta pra casa
A casa é grande e ensolarada
como o riso da mulher que ama
e prepara o pato com laranja
O poeta laureado come o pato com laranja
e vai votar a Diana o poema que rumina
O poeta aureolado é americano

*Airton Paschoa é escritor, autor, entre outros livros, de Banho-maria(e-galáxia, 2021, 2.ª edição, revista).

 

 

 

 

 

 

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Rafael R. Ioris Fernão Pessoa Ramos José Costa Júnior Eleonora Albano Samuel Kilsztajn Chico Alencar Marcelo Guimarães Lima Jean Marc Von Der Weid Berenice Bento Celso Frederico Lincoln Secco José Geraldo Couto Michael Löwy Tadeu Valadares Elias Jabbour Priscila Figueiredo João Carlos Salles Ricardo Fabbrini Luciano Nascimento Bruno Fabricio Alcebino da Silva Paulo Fernandes Silveira Jorge Luiz Souto Maior Marcos Aurélio da Silva Luiz Renato Martins Leonardo Avritzer Rubens Pinto Lyra Leda Maria Paulani Roberto Bueno Sandra Bitencourt Bruno Machado Luiz Roberto Alves Gilberto Lopes Milton Pinheiro Francisco Fernandes Ladeira Jorge Branco Alexandre de Freitas Barbosa Tales Ab'Sáber Osvaldo Coggiola Sergio Amadeu da Silveira Dênis de Moraes José Micaelson Lacerda Morais Érico Andrade Jean Pierre Chauvin João Feres Júnior Remy José Fontana Ronald León Núñez Flávio R. Kothe Yuri Martins-Fontes Boaventura de Sousa Santos Eugênio Bucci Maria Rita Kehl André Singer Luiz Marques Michael Roberts Plínio de Arruda Sampaio Jr. André Márcio Neves Soares Caio Bugiato Ricardo Antunes Anderson Alves Esteves Juarez Guimarães Marcus Ianoni Annateresa Fabris Julian Rodrigues Leonardo Sacramento Thomas Piketty Daniel Brazil Carla Teixeira José Dirceu Gilberto Maringoni Ricardo Abramovay Kátia Gerab Baggio Manchetômetro Eliziário Andrade Vanderlei Tenório Lorenzo Vitral José Luís Fiori Henri Acselrad Antônio Sales Rios Neto Renato Dagnino Tarso Genro Marilena Chauí Luiz Bernardo Pericás Luis Felipe Miguel Alysson Leandro Mascaro Daniel Afonso da Silva Paulo Sérgio Pinheiro Flávio Aguiar Igor Felippe Santos Mariarosaria Fabris Roberto Noritomi Alexandre de Lima Castro Tranjan Afrânio Catani Marilia Pacheco Fiorillo Fábio Konder Comparato Eduardo Borges Ronaldo Tadeu de Souza João Adolfo Hansen Walnice Nogueira Galvão Paulo Nogueira Batista Jr Marcos Silva Vinício Carrilho Martinez Anselm Jappe João Paulo Ayub Fonseca José Machado Moita Neto Luiz Werneck Vianna Everaldo de Oliveira Andrade Marjorie C. Marona Gerson Almeida Leonardo Boff José Raimundo Trindade Claudio Katz Eleutério F. S. Prado Dennis Oliveira Marcelo Módolo Vladimir Safatle Benicio Viero Schmidt Ari Marcelo Solon Atilio A. Boron Fernando Nogueira da Costa Mário Maestri Gabriel Cohn Otaviano Helene Luís Fernando Vitagliano Daniel Costa Paulo Martins Valério Arcary Luiz Eduardo Soares Rodrigo de Faria Lucas Fiaschetti Estevez Ricardo Musse Andrew Korybko Liszt Vieira Ronald Rocha Paulo Capel Narvai Luiz Costa Lima Eugênio Trivinho Slavoj Žižek Heraldo Campos Valerio Arcary Francisco Pereira de Farias Denilson Cordeiro João Sette Whitaker Ferreira Luiz Carlos Bresser-Pereira Antonio Martins Antonino Infranca Henry Burnett Carlos Tautz Celso Favaretto Salem Nasser Manuel Domingos Neto João Lanari Bo Bento Prado Jr. Alexandre Aragão de Albuquerque Airton Paschoa Armando Boito Chico Whitaker João Carlos Loebens Bernardo Ricupero Francisco de Oliveira Barros Júnior Ladislau Dowbor

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada