As ideias precisam circular. Ajude A Terra é Redonda a seguir fazendo isso.

Um rio correndo para o mar

Imagem: Grupo de Ação
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por CAMILA MORENO*

Sobre os atos de 29 de maio e as lutas que virão.

Os atos do dia 29 de maio que pediam Fora Bolsonaro, vacina para todos e todas pelo SUS e auxílio emergencial de 600 reais, foram como um rio correndo para o mar. Não dá para parar. Aconteceram em mais de 240 cidades do país, mobilizaram mais de 500 mil pessoas.

As mobilizações soltaram o grito contido de grande parte da população que desde o início da pandemia busca maneiras seguras de protestar contra um governo neofascista, ultraliberal e genocida.

Assistimos a uma organização dificilmente vista em atos de grande mobilização. Distribuição de máscara PFF2 e similares em diversos pontos, álcool em gel borrifado por organizadores e uma tentativa de garantir o distanciamento social, ainda que com dificuldades.

Muita gente jovem na rua. Muita gente que sonha. Muita gente que luta cotidianamente. Cartazes criativos. Bandeiras vermelhas. Estrelas do PT. Apoio das janelas. Força nas redes. Artistas, influencers, lideranças. Juliette, Gil do Vigor, Lewis Hamilton, Morena Bacarin, Renata Sorrah, Preta Ferreira, Ailton Krenak, Zeca Baleiro, Elisa Lucinda, Gleisi Hoffmann, Benedita da Silva, João Paulo Rodrigues, Raimundo Bonfim. Milhares que vozes que juntas ecoam mais para muito além dos nossos ouvidos.

Os atos do dia 29 de maio deram tão certo e foram tão fortes que confundiram a narrativa do bolsonarismo e da grande mídia. O bolsonarismo, sempre tão ágil em disputar narrativas, se dividiu entre dizer que estavam esvaziados e que não havia distanciamento social. O Globo e o Estadão foram capazes de não dar destaque aos atos em suas capas de domingo. Uma vergonha.

O papel que a grande mídia cumpriu ao não dar a devida dimensão aos atos em suas coberturas jornalísticas reforça a importância da disputa de hegemonia em jogo. A importância de derrotar o pensamento bolsonarista e neofascista, que não acontecerá pela força do pensamento ou por notas de repúdio, apenas. Ë preciso dialogar com as pessoas. É preciso estarmos atentos e fortes. É preciso disputar mentes, corações e valores.

Não há dúvida de que o sucesso da mobilização se deu pela unidade construída entre as forças de esquerda e populares a partir da Campanha Fora Bolsonaro. É preciso valorizar e preservar essa unidade que há mais de um ano organiza lutas contra esse governo genocida e sua política que pune o povo.

É verdade que nenhum brasileiro gostaria de estar na rua nesse momento de crise sanitária. Todos queremos preservar vidas, inclusive a nossa. Mas esse é um governo que não nos deixou opções. Sabemos dos riscos da pandemia, mas também sabemos que a ampla maioria do povo se submete a ele todos os dias na luta pela sobrevivência, pela comida no prato.

Não há mais retorno nas lutas sociais de rua contra Bolsonaro e elas são fundamentais para enfrentar esse governo do atraso, da fome e da morte. Não venceremos esse governo genocida por inércia e já estão convocadas novas manifestações de rua para o dia 19 de junho. Por vacina para todos e todas pelo SUS, pelo auxílio emergencial de R$600 até o fim da pandemia, contra os cortes na educação, contra a violência e o racismo, em defesa dos serviços públicos e da nossa soberania, contra a reforma administrativa e as privatizações!

Não dá para parar um rio, quando ele corre para o mar e também não dá pra calar um Brasil, quando ele quer gritar: Fora Bolsonaro!

*Camila Moreno é membro da Executiva Nacional do PT da Campanha Nacional Fora Bolsonaro.

 

 

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Anderson Alves Esteves Gilberto Lopes Eduardo Borges André Márcio Neves Soares Daniel Costa Osvaldo Coggiola Celso Favaretto Paulo Martins Bento Prado Jr. José Costa Júnior Francisco de Oliveira Barros Júnior Carlos Tautz Ronald León Núñez João Sette Whitaker Ferreira Plínio de Arruda Sampaio Jr. Ronald Rocha João Carlos Loebens Annateresa Fabris Marilia Pacheco Fiorillo Roberto Bueno Antônio Sales Rios Neto Gerson Almeida Ricardo Antunes Lincoln Secco Henry Burnett Julian Rodrigues Tadeu Valadares Luis Felipe Miguel Leonardo Avritzer Leda Maria Paulani Flávio Aguiar Manuel Domingos Neto Luiz Roberto Alves Leonardo Sacramento Jean Pierre Chauvin Dênis de Moraes Igor Felippe Santos Francisco Pereira de Farias Bernardo Ricupero Everaldo de Oliveira Andrade Tales Ab'Sáber Luciano Nascimento Daniel Brazil Marcos Silva Luiz Eduardo Soares Mariarosaria Fabris Anselm Jappe Leonardo Boff Fernando Nogueira da Costa Armando Boito Slavoj Žižek Jorge Luiz Souto Maior José Luís Fiori Eleonora Albano Elias Jabbour Jorge Branco Luiz Marques André Singer Vanderlei Tenório Thomas Piketty Marcus Ianoni Andrew Korybko Bruno Machado Ladislau Dowbor Liszt Vieira João Paulo Ayub Fonseca Eugênio Bucci Walnice Nogueira Galvão Alexandre de Freitas Barbosa João Carlos Salles Luiz Renato Martins Mário Maestri Rodrigo de Faria Vinício Carrilho Martinez Eugênio Trivinho Rafael R. Ioris Michael Roberts Alexandre Aragão de Albuquerque Chico Alencar Luiz Bernardo Pericás João Feres Júnior Eliziário Andrade Benicio Viero Schmidt Flávio R. Kothe Rubens Pinto Lyra Paulo Capel Narvai Sergio Amadeu da Silveira Paulo Fernandes Silveira Renato Dagnino José Machado Moita Neto Vladimir Safatle Roberto Noritomi José Raimundo Trindade Boaventura de Sousa Santos Gilberto Maringoni Paulo Sérgio Pinheiro José Geraldo Couto Marcos Aurélio da Silva Ricardo Musse Alexandre de Lima Castro Tranjan José Micaelson Lacerda Morais Jean Marc Von Der Weid Maria Rita Kehl Milton Pinheiro Afrânio Catani João Adolfo Hansen Valério Arcary Tarso Genro Francisco Fernandes Ladeira Fábio Konder Comparato Claudio Katz Carla Teixeira Marilena Chauí Antonino Infranca Bruno Fabricio Alcebino da Silva Lucas Fiaschetti Estevez Ronaldo Tadeu de Souza Celso Frederico Valerio Arcary Atilio A. Boron Antonio Martins Sandra Bitencourt Alysson Leandro Mascaro Priscila Figueiredo Érico Andrade Chico Whitaker Berenice Bento Heraldo Campos Michael Löwy Luiz Carlos Bresser-Pereira Juarez Guimarães Daniel Afonso da Silva Yuri Martins-Fontes Manchetômetro Luiz Costa Lima Marjorie C. Marona Fernão Pessoa Ramos Luís Fernando Vitagliano Marcelo Guimarães Lima Ricardo Abramovay Denilson Cordeiro Ricardo Fabbrini Airton Paschoa Eleutério F. S. Prado Kátia Gerab Baggio Lorenzo Vitral Henri Acselrad Luiz Werneck Vianna Salem Nasser Ari Marcelo Solon Otaviano Helene Gabriel Cohn Samuel Kilsztajn Remy José Fontana Dennis Oliveira Paulo Nogueira Batista Jr José Dirceu Caio Bugiato Marcelo Módolo João Lanari Bo

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada