A lista da Fuvest

Anouk Kruithof, 2009
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

CARTA ABERTA DE PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS E CRÍTICOS LITERÁRIOS

O critério de seleção de um único perfil de autoria não atende aos requisitos de inclusão

A Fundação Universitária para o Vestibular (FUVEST), que organiza o exame de ingresso na Universidade de São Paulo (USP), divulgou recentemente a lista de livros válida de 2026 a 2028, privilegiando a autoria exclusivamente feminina. Já em 2029, três obras de assinatura masculina substituirão outras três anteriores, mantendo-se as demais. De um total de nove autoras, três são negras (uma brasileira, uma angolana e uma moçambicana) e seis, brancas (uma delas portuguesa).

Sem dúvida, é fundamental uma ampla discussão sobre o cânone e a atual disputa por ele. Mas o critério de seleção de um único perfil de autoria tampouco guarda coerência com a inclusão, dada a exclusão de escritores negros, a representação LGBTQIAPN+ e a dos povos indígenas. Em outro traço, a produção letrada do Brasil colônia desapareceu do rol de obras, num provável descarte do que se acredita “antigo”.

Além disso, a adoção de um único critério para a escolha dos livros desconsidera a especificidade da literatura, com risco de corroborar os novos tempos utilitaristas de desvalorização das linguagens artísticas e, sobretudo, o foco na figura do/a autor/a ou nas camadas mais superficiais do texto.

A transferência de um princípio contemporâneo para a seleção de obras de diferentes estilos e épocas corre ainda o risco de exigir das autoras um objetivo que não propunham em seu momento histórico ou, se sim, certamente o fizeram de modo distinto dos valores atuais. Mas a obra de arte tende a dizer mais do que pretende, assim como os modos de ler variam de acordo com os tempos e com os diversos grupos de leitores. Nesse sentido, a FUVEST determina uma única forma de produção e recepção, pressupondo que a literatura seja documento ou ilustração de teorias atuais.

A gravidade da retirada de Machado de Assis da lista de livros da FUVEST fala por si. No contexto da medicina higienista que disseminava o “instinto” de maternidade e domesticava as ações femininas com função de garantir o bem-estar da família burguesa, Machado de Assis submete à irrisão esse “instinto”, inventando a mulher como subjetividade marcada por desejo e sexualidade não monogâmica. Com Capitu, Machado de Assis formaliza a invisibilidade da mulher que se quis senhora de seu destino. A galeria de personagens femininas machadianas faz pensar.

Há outras obras em que a qualidade literária é determinante para a apreensão da condição social de gênero, a exemplo de Parque Industrial, de Pagu; S. Bernardo, de Graciliano Ramos; A Imaginária, de Adalgiza Nery; Leite Derramado, de Chico Buarque; e Sinfonia em Branco, de Adriana Lisboa.

Evidentemente não se espera que se contemplassem todos esses aspectos. É possível, no entanto, uma melhor combinação entre esses fatores que privilegiasse a singularidade da ficção na totalidade das obras escolhidas e escapasse da imposição de um único pressuposto.

A perda do lugar da literatura na lista ocorre também na escolha de Opúsculos Humanitários, de Nísia Floresta, título importante, mas que não se pretende ficção. Ele discorre sobre a condição feminina em diferentes tempos e sobre a necessidade da educação formal das mulheres.

Diante desta escolha em particular, intenciona a FUVEST doravante selecionar títulos que não sejam apenas literários? A decisão de substituir as já tradicionais listas para o vestibular por obras de outros gêneros discursivos trará impacto ao campo educacional. A poesia, a prosa de ficção, a crítica, a teoria literária e os estudos literários comparativos serão transformados em saberes secundários, com risco de seu gradual desaparecimento do sistema de ensino.

Em curto prazo, perdem-se habilidades que o estudo de literatura proporciona: a indissociabilidade entre a escrita e a interpretação; a promoção da cidadania – a fruição estética, a capacidade crítica de ler o mundo e o senso de alteridade. Conforme um estudo da Associação Brasileira de Literatura Comparada (“Carta à ABRALIC”, 2023), o crescente desprestígio dos saberes literários em documentos oficiais já acarreta, entre outros problemas, a “desintelectualização” de discentes e docentes.

Reconhecemos a autonomia da FUVEST, mas não prescindimos do pressuposto do dissenso quanto a questões de ordem intelectual. À Universidade pública cabe debater, ouvir e prezar o conhecimento por ela produzido.

—————–

Adriana Iozzi Klein – Literatura Italiana – USP

Adriane da Silva Duarte – Língua e Literatura Grega – USP

Alcides Villaça – Literatura Brasileira – USP

Alexandre Pilati – Literatura Brasileira – UnB

Ana Beatriz Demarche Barel – Literaturas de Língua Portuguesa – UEG

Ana Laura dos Reis Côrrea – Literatura Portuguesa – UnB

Ana Luiza Martins – CONDEPHAAT

Ana Paula Pacheco – Teoria Literária e Literatura Comparada – USP

Anco Márcio V. Tenório – Letras – UFPE

André Luis Rodrigues – Literatura Brasileira – USP

André Medina Carone – Filosofia – Unifesp

Antonio Dimas – Literatura Brasileira – USP

Ariovaldo José Vidal – Teoria Literária e Literatura Comparada – USP

Arlenice de Almeida Silva – Filosofia – UNIFESP

Augusto Massi – Literatura Brasileira – USP

Betina Bischof – Teoria Literária e Literatura Comparada – USP

Carlos A. Ferreira Martins – Instituto de Arquitetura e Urbanismo – USP- São Carlos

Carlos Cortez Minchillo – Espanhol e Português – Dartmouth College/ USA

Carlos Vogt – Linguística – Unicamp

Celso Frederico – Sociologia/ ECA – USP

Cilaine Alves Cunha – Literatura Brasileira – USP

Cilza Bignotto – Letras – UFSCar

Claudia Maria de Vasconcellos – Teoria Literária e Literatura Comparada – USP

Davi Arrigucci Jr. – Teoria Literária – USP

Deane Costa – Teoria Literária – UnB

Dóris Natái Cavallari – Literatura Italiana – USP

Eduardo Brandão – Filosofia – USP

Edvaldo Aparecido Bergamo – Literatura Portuguesa – UnB

Eliane Robert Moraes – Literatura Brasileira – USP

Enid Yatsouda – IEL – Unicamp

Erwin Torralbo Gimenez – Literatura Brasileira – USP

Ettore Finazzi-Agrò – Literatura Brasileira e Portuguesa – Universidade de Roma

Fabio Cesar Alves – Literatura Brasileira – USP

Fabio de Souza Andrade – Teoria Literária e Literatura Comparada – USP

Fernando Paixão – Literatura – IEB/USP

Francisco Foot Hardmann – IEL – Unicamp

Gilberto Pinheiro Passos – Literatura Francesa – USP

Giuliana Ragusa – Língua e Literatura Grega – USP

Horácio Costa – Literatura Portuguesa – USP

Ida Alves – Literatura Portuguesa – UFF

Ivan Marques – Literatura Brasileira – USP

Ivone Daré Rabello – Teoria Literária e Literatura Brasileira – USP

Jacqueline Penjon – Letras – Sorbonne/França

Jean Pierre Chauvin – Cultura e Literatura Brasileira – USP

Jefferson Agostini Mello – Literatura Brasileira – USP

João Adolfo Hansen – Literatura Brasileira – USP

João Roberto Gomes de Faria – Literatura Brasileira – USP

Joelma Santana Siqueira – Literatura Brasileira – UFV

John Gledson – Estudos Brasileiros – Universidade de Liverpool/ UK

Jorge de Almeida – Teoria literária e Literatura Comparada – USP

Jorge Schwartz – Espanhol – USP

José Sueli Magalhães – Estudos Linguísticos – UFU

Katia Muricy – Filosofia – PUC/RJ

Laura Janina Hosiasson – Espanhol – USP

Leandro Saraiva – Artes e Comunicação – UFSCar

Leon Kossovitch – Filosofia – USP

Leopoldo Bernucci – Literatura Hispano-Americana – UC-Davis/EUA

Leyla Perrone Moisés – Literatura Francesa – USP

Lincoln Secco – História – USP

Luís Bueno – Literatura Brasileira – UFPR

Luiz Costa Lima – Teoria Literária – PUC/RJ

Luiz Renato Martins – Artes Visuais – USP

Luiz Roncari – Literatura Brasileira – USP

Leandro Pasini – Literatura Brasileira – UNIFESP

Mamede Mustafá Jarouche – Literatura Árabe – USP

Marcelo Ferraz de Paula – Letras – UFG

Marcelo Pen – Teoria Literária e Literatura Comparada – USP

Márcia de Arruda Franco – Literatura Portuguesa – USP

Marcos Flamínio – Literatura Brasileira – USP

Marcus Mazzari – Teoria Literária e Literatura Comparada – USP

Margareth Santos – Literatura Espanhola – USP

Maria Aparecida Junqueira – Letras – PUC/SP

Maria Augusta Costa – Espanhol – Letras

Maria Augusta Fonseca – Teoria Literária e Literatura Comparada – USP

Maria Célia Leonel – Letras – UNESP/ Araraquara

Maria da Glória Bordini – Letras – UFRGS

Maria Eugênia Boaventura – IEL – Unicamp

Maria Inês Batista Campos Noel Ribeiro – Filologia e Língua Portuguesa – USP

Maria Lúcia de Barros Camargo – Teoria Literária – UFSC

Marilena Chauí – Filosofia – USP

Marilene Weinhardt – Letras – UFPR

Marisa Lajolo – IEL – Unicamp

Marta Kawano – Teoria Literária e Literatura Comparada – USP

Maurício Santana Dias – Literatura Italiana – USP

Mayra Laudanna – Artes Visuais – USP

Mayra Moreyra Carvalho – Literaturas Portuguesa e Brasileira – UEMG

Milena Martins – Letras – UFPR

Milton M. Azevedo – Espanhol e Português – UC-Berkeley/USA

Mirella Márcia Longo Vieira Lima – Teoria Literária – UFBA

Mirhiane Mendes de Abreu – Literatura Brasileira – UNIFESP

Murilo Marcondes de Moura – Literatura Brasileira – USP

Olgária Matos – Filosofia – USP

Paola Poma – Literatura Portuguesa – USP

Paula da Cunha Corrêa – Língua e Literatura Grega – USP

Paulo Alberto da Silva Sales – Teoria Literária – UEG

Paulo Eduardo Arantes – Filosofia – USP

Paulo Elias Allane Franchetti – IEL – Unicamp

Priscila Loyde Gomes Figueiredo – Literatura Brasileira – USP

Priscila Rossinetti Rufinoni – Filosofia – UnB

Rafael Campos Quevedo – Letras – UFMA

Raul Antelo – Teoria Literária – UFSC

Renato Janine Ribeiro – Filosofia – USP

Ricardo Fabrini – Filosofia – USP

Ricardo Musse – Sociologia – USP

Ricardo Kobayaski – professor e coordenador do site A Terra é Redonda

Roberta Barni – Literatura Italiana – USP

Roberto Schwarz – IEL – Unicamp

Rodolfo A. Franconi – Espanhol e Português – Dartmouth College – USA

Rogério Max Canedo – Letras – UFG

Salete de Almeida Cara – Teoria Literária e Literatura Comparada – USP

Sandra Guardini Teixeira Vasconcelos – Literatura Inglesa – USP

Sárka Grauová – Estudos Românicos – Universidade Carolina/ CZ

Simone Rossinetti Rufinoni – Literatura Brasileira – USP

Solange Fiuza Cardoso Yokozawa – Letras – UFG

Sylvia Moretzsohn – Comunicação Social – IACS/UFF

Tânia de Luca – História – Unesp/Assis

Telê Ancona Lopez – IEB – USP

Tércio Loureiro Redondo – Literatura Alemã – USP

Teresa Cristófani Barreto – Espanhol – USP

Thiago Mio Salla – ECA – USP

Vagner Camilo – Literatura Brasileira – USP

Valentim Facioli – Literatura Brasileira – USP

Valéria Gil Condé – Filologia Românica – USP

Viviana Bosi – Teoria Literária e Literatura Comparada – USP

Yudith Rosenbaum – Literatura Brasileira – USP


A Terra é Redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores.
Ajude-nos a manter esta ideia.
CONTRIBUA

Veja neste link todos artigos de

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Juarez Guimarães Luiz Renato Martins Tales Ab'Sáber Ari Marcelo Solon Thomas Piketty Luiz Roberto Alves Airton Paschoa Antonino Infranca Mário Maestri Heraldo Campos Carla Teixeira Julian Rodrigues Ricardo Abramovay André Márcio Neves Soares Luiz Bernardo Pericás José Machado Moita Neto Matheus Silveira de Souza Antônio Sales Rios Neto Marjorie C. Marona Ladislau Dowbor Vinício Carrilho Martinez Alysson Leandro Mascaro Lincoln Secco Eugênio Trivinho Eliziário Andrade Paulo Nogueira Batista Jr José Raimundo Trindade Alexandre de Lima Castro Tranjan Chico Alencar Eleutério F. S. Prado Walnice Nogueira Galvão Otaviano Helene Jorge Luiz Souto Maior Valerio Arcary Andrés del Río João Sette Whitaker Ferreira Yuri Martins-Fontes Boaventura de Sousa Santos Tarso Genro Luiz Carlos Bresser-Pereira Leonardo Sacramento Milton Pinheiro João Feres Júnior Luiz Werneck Vianna Rodrigo de Faria Marcelo Guimarães Lima João Carlos Loebens Luís Fernando Vitagliano Celso Favaretto Afrânio Catani Slavoj Žižek Bento Prado Jr. Ricardo Antunes Eugênio Bucci Michel Goulart da Silva Gerson Almeida Marcos Aurélio da Silva Gilberto Maringoni Francisco Pereira de Farias Salem Nasser Vanderlei Tenório Igor Felippe Santos Henry Burnett Benicio Viero Schmidt Ricardo Fabbrini Eduardo Borges Antonio Martins Eleonora Albano Daniel Brazil Flávio R. Kothe Henri Acselrad Lorenzo Vitral Vladimir Safatle Alexandre Aragão de Albuquerque Tadeu Valadares Remy José Fontana Marilia Pacheco Fiorillo Berenice Bento Lucas Fiaschetti Estevez José Geraldo Couto Celso Frederico Sandra Bitencourt João Paulo Ayub Fonseca Rubens Pinto Lyra Dênis de Moraes Leonardo Avritzer Ronald León Núñez Andrew Korybko João Carlos Salles Sergio Amadeu da Silveira Chico Whitaker Elias Jabbour Carlos Tautz Everaldo de Oliveira Andrade Priscila Figueiredo Leonardo Boff Jorge Branco José Micaelson Lacerda Morais Marcelo Módolo Daniel Afonso da Silva Claudio Katz Fernão Pessoa Ramos Luis Felipe Miguel João Lanari Bo Armando Boito Ronaldo Tadeu de Souza Denilson Cordeiro José Costa Júnior Fábio Konder Comparato João Adolfo Hansen Francisco Fernandes Ladeira Michael Löwy Atilio A. Boron Kátia Gerab Baggio Marcus Ianoni Bruno Machado Luiz Marques Luciano Nascimento Caio Bugiato Flávio Aguiar Ricardo Musse Anselm Jappe José Dirceu Fernando Nogueira da Costa Manuel Domingos Neto Rafael R. Ioris Renato Dagnino Valerio Arcary Francisco de Oliveira Barros Júnior Plínio de Arruda Sampaio Jr. Érico Andrade Samuel Kilsztajn Daniel Costa Manchetômetro Ronald Rocha Luiz Eduardo Soares Jean Marc Von Der Weid Dennis Oliveira Jean Pierre Chauvin Marilena Chauí Anderson Alves Esteves Osvaldo Coggiola Marcos Silva Gabriel Cohn Paulo Fernandes Silveira Liszt Vieira José Luís Fiori Annateresa Fabris Bernardo Ricupero Maria Rita Kehl Michael Roberts Paulo Martins Bruno Fabricio Alcebino da Silva Mariarosaria Fabris Paulo Capel Narvai Alexandre de Freitas Barbosa Leda Maria Paulani André Singer Paulo Sérgio Pinheiro Gilberto Lopes

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada