As ideias precisam circular. Ajude A Terra é Redonda a seguir fazendo isso.

Ditadores mentem

Imagem_ColeraAlegria
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por MANUEL DOMINGOS NETO*

A manipulação de dados estatísticos sobre a pandemia pelo general Eduardo Pazuello, ainda no serviço ativo do Exército, alimenta os argumentos dos que avaliam que já estamos sob um regime ditatorial.

Os brasileiros assistem incrédulos à manipulação de dados estatísticos sobre a pandemia. Trata-se de crime inominável: impede o planejamento eficaz das medidas de defesa da sociedade, afetando diretamente a saúde planetária. Conturba a programação de retorno das atividades econômicas. Resulta em mais sofrimentos para o povo e amplia a desmoralização mundial do governo brasileiro.

O executor desta operação criminosa é um general do Exército. Eduardo Pazuello, ministro interino da Saúde, é do serviço de Intendência, responsável pela logística da Corporação. Todos os oficiais entendem de estatísticas, sobretudo os intendentes. Generais também conhecem a gravidade das pandemias e a complexidade das iniciativas necessárias para o seu enfrentamento.

Pazuello alimenta a desinformação sabendo que impõe agruras aos que garantiram seus estudos, pagam seu salário e assegurarão sua aposentadoria. O General engana quem lhe trata bem, que coisa feia!

Mas não inaugura procedimento governamental escuso. O jornal O Estado de São Paulo republicou uma matéria de Clovis Rossi, “A Epidemia do Silêncio”, escrita em 1974, em plena epidemia de meningite. A Ditadura estabelecia descaradamente a censura sobre as condições sanitárias e alimentava potente rede de mentiras através de propagandas fantasiosas. Rossi resume inacreditável lista de temas censurados: perigo de arrombamento de barragens, número de mortos em decorrência de incêndio num edifício, o saldo de vítimas na construção da ponte Rio-Niterói e na Transamazônica, os custos das obras públicas…

Nesta época, inquéritos sobre desvios de recursos praticados por militares, nem pensar! O Serviço de Imprensa da Ditadura tinha apenas uma missão: enganar o povo. Enquanto escondia notícias que poderiam desfavorecer o regime, super-dimensionava as  realizações governamentais.

Neste momento em que tanto se discute a possibilidade de uma ruptura no já esbagaçado arcabouço institucional, a postura do general Pazuello, ainda no serviço ativo do Exército, alimenta os argumentos dos que acham que já estamos sob um regime ditatorial.

Militares são preparados para cumprir missão. No cumprimento de missões, escrúpulos que atrapalham são postos de banda. Feio é não cumprir a missão e perder a “batalha”. Quanto mais os militares demorarem ocupando o lugar dos políticos, funcionários, técnicos especializados e cientistas, mais o povo sofrerá. Iludem-se os brasileiros que aguardam do quartel padrões de racionalidade política para os quais não foram preparados.

Bolsonaro não quer ser presidente, quer ser ditador. Ditadores mentem antes, durante e depois de arrebatar o mando.

Um mínimo de bom senso bastaria para os comandantes compreenderem que, em plena pandemia, o último lugar para militar “cumprir missão” é o Ministério da Saúde. Pazuello conquistou seu lugar no folclore político brasileiro ao incluir o Norte e o Nordeste no espaço afetado pelos países frios do hemisfério norte. Multiplicam-se os memes de cearenses limpando a neve nas calçadas de Fortaleza. A conta da desgraceira resultante da condução amalucada da luta contra a pandemia não recairá apenas sobre Bolsonaro, mas sobre corporações que, levadas ao descrédito, deixarão o Brasil ainda mais indefeso.

*Manuel Domingos Neto é professor aposentado da UFC. Foi presidente da Associação Brasileira de Estudos de Defesa (ABED) e vice-presidente do CNPq.

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Juarez Guimarães José Machado Moita Neto Yuri Martins-Fontes Marcelo Módolo Fernando Nogueira da Costa Ari Marcelo Solon Thomas Piketty Denilson Cordeiro Jorge Branco Afrânio Catani Ladislau Dowbor Daniel Brazil Atilio A. Boron Antonio Martins Henry Burnett Luiz Costa Lima Maria Rita Kehl Vladimir Safatle Remy José Fontana Claudio Katz Sandra Bitencourt Mariarosaria Fabris João Feres Júnior Luís Fernando Vitagliano Celso Frederico Vanderlei Tenório Henri Acselrad Luiz Roberto Alves José Raimundo Trindade Michael Löwy Caio Bugiato Ricardo Antunes Eduardo Borges Milton Pinheiro Eugênio Bucci Daniel Afonso da Silva Fernão Pessoa Ramos Alexandre de Lima Castro Tranjan Marjorie C. Marona Walnice Nogueira Galvão Luciano Nascimento Lorenzo Vitral Dennis Oliveira Bruno Machado Luiz Carlos Bresser-Pereira Ronald León Núñez Sergio Amadeu da Silveira João Carlos Loebens Ronaldo Tadeu de Souza Alexandre de Freitas Barbosa Gilberto Maringoni Otaviano Helene Vinício Carrilho Martinez Chico Alencar Marcelo Guimarães Lima Francisco de Oliveira Barros Júnior Antônio Sales Rios Neto Marilena Chauí Alysson Leandro Mascaro Fábio Konder Comparato Anderson Alves Esteves Paulo Fernandes Silveira Leonardo Avritzer Michael Roberts Paulo Sérgio Pinheiro Ricardo Abramovay Francisco Pereira de Farias Carla Teixeira Érico Andrade Igor Felippe Santos Jean Pierre Chauvin Gabriel Cohn Roberto Noritomi Rodrigo de Faria Eleonora Albano Lucas Fiaschetti Estevez Alexandre Aragão de Albuquerque Luiz Werneck Vianna Berenice Bento Manuel Domingos Neto Tarso Genro Bruno Fabricio Alcebino da Silva Plínio de Arruda Sampaio Jr. Priscila Figueiredo Jorge Luiz Souto Maior Rubens Pinto Lyra André Singer João Adolfo Hansen Chico Whitaker Antonino Infranca Mário Maestri Heraldo Campos Ricardo Fabbrini Benicio Viero Schmidt Gerson Almeida Francisco Fernandes Ladeira José Luís Fiori Leda Maria Paulani Luiz Eduardo Soares Celso Favaretto Renato Dagnino Tales Ab'Sáber Kátia Gerab Baggio Armando Boito José Micaelson Lacerda Morais Annateresa Fabris João Lanari Bo Leonardo Boff Valério Arcary Jean Marc Von Der Weid Ricardo Musse Elias Jabbour André Márcio Neves Soares Osvaldo Coggiola Tadeu Valadares Boaventura de Sousa Santos Marilia Pacheco Fiorillo Lincoln Secco Marcus Ianoni José Costa Júnior Salem Nasser Rafael R. Ioris Luiz Marques Bernardo Ricupero Samuel Kilsztajn Roberto Bueno Eleutério F. S. Prado Daniel Costa Bento Prado Jr. José Geraldo Couto João Sette Whitaker Ferreira Liszt Vieira Eliziário Andrade Carlos Tautz Andrew Korybko João Carlos Salles Airton Paschoa Paulo Capel Narvai João Paulo Ayub Fonseca Marcos Silva Manchetômetro Leonardo Sacramento Luis Felipe Miguel Everaldo de Oliveira Andrade Slavoj Žižek Ronald Rocha Paulo Martins Luiz Renato Martins Gilberto Lopes Luiz Bernardo Pericás Flávio Aguiar Julian Rodrigues Paulo Nogueira Batista Jr Valerio Arcary José Dirceu Marcos Aurélio da Silva Eugênio Trivinho Anselm Jappe Flávio R. Kothe Dênis de Moraes

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada