As ideias precisam circular. Ajude A Terra é Redonda a seguir fazendo isso.

Em destaque – XX

Imagem: Hamilton Grimaldi
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por BENICIO VIERO SCHMIDT*

Comentários sobre acontecimentos recentes

O grande destaque do momento é o resultado das eleições municipais que ainda não terminaram porque haverá um segundo turno em 57 das 96 maiores cidades brasileiras. Os resultados apontam para uma grande fragmentação partidária na escolha já encerrada de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Os números indicam que tanto as forças apoiadas em Bolsonaro, sem partido, quanto as forças apoiadas em declarações explícitas do ex-presidente Lula não resultaram em efeitos positivos para os dois grupos.

A esquerda teve um desempenho muito fraco com exceção de Recife – onde disputam o segundo turno dois candidatos semelhantes em perfil ideológico –; de Porto Alegre, com a possibilidade de vitória de Manuela d’Ávila; de São Paulo, com Guilherme Boulos disputando a prefeitura com Bruno Covas e de Fortaleza onde o candidato do PDT, Sarto Nogueira deve vencer.

Juntos, o PSD, o PSDB, o PP, o DEM e o PL obtiveram 59% das prefeituras do país. Prevaleceu assim um nítido perfil conservador, moderado, ligado aos interesses políticos mais tradicionais dos municípios.

Apresentaram-se como candidatos a prefeito 69 parlamentares. Destes apenas 19 foram eleitos em primeiro turno. Uma taxa bem mais baixa que as das eleições precedentes de 2016 e 2012.

O MDB continua mantendo o maior número de prefeituras, embora recuando de 1028 em 2016 para 755 em 2020. Perdeu mais de 300 prefeituras, mas mantive a primeira posição. Em segundo lugar, o DEM, que foi o único a conseguir aumentar sua participação: de 272 prefeituras em 2016 para 450 prefeituras agora em primeiro turno. O PSDB perdeu mais de 30% das prefeituras, tinha 805 em 2016 e obteve 486 agora. O PT passou de 257 prefeituras para 174, o que ilustra a debilidade eleitoral do partido em todo o país.

A novidade maior foi o desempenho de Guilherme Boulos. Sua campanha inovadora ocupou um reduto que antes era quase todo bolsonarista, o das redes sociais, mobilizando sobretudo a juventude. Isso indica que mesmo que não vença as eleições ele permanecerá como uma força organizada muito forte em São Paulo, com a hegemonia na esquerda do Psol.

Outro destaque, esse internacional – afora a inapetência de Donald Trump para reconhecer o triunfo de Joe Biden –, foi a assinatura no dia 15 de novembro sob a liderança da China do maior acordo de livre comércio do mundo, englobando 15 países da região denominada Ásia-Pacífico, inclusive Japão, Austrália e Nova Zelândia. Nestes países residem um terço da população mundial.

*Benicio Viero Schmidt é professor aposentado de sociologia na UnB. Autor, entre outros livros, de O Estado e a política urbana no Brasil (LP&M)

 

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Maria Rita Kehl Jorge Luiz Souto Maior João Adolfo Hansen Mário Maestri Samuel Kilsztajn Chico Whitaker Luciano Nascimento José Costa Júnior Jean Marc Von Der Weid Armando Boito José Micaelson Lacerda Morais Marcos Aurélio da Silva Gilberto Lopes Walnice Nogueira Galvão Yuri Martins-Fontes João Carlos Salles Milton Pinheiro Francisco Pereira de Farias Alysson Leandro Mascaro Manuel Domingos Neto Tadeu Valadares Anselm Jappe Eleonora Albano João Paulo Ayub Fonseca Valerio Arcary Heraldo Campos Fábio Konder Comparato Airton Paschoa Tarso Genro Francisco de Oliveira Barros Júnior Ladislau Dowbor Kátia Gerab Baggio Julian Rodrigues Vanderlei Tenório Luiz Carlos Bresser-Pereira Dennis Oliveira Tales Ab'Sáber Berenice Bento Paulo Sérgio Pinheiro José Geraldo Couto Luís Fernando Vitagliano Flávio R. Kothe Claudio Katz Sergio Amadeu da Silveira Osvaldo Coggiola Henri Acselrad Valério Arcary Eugênio Bucci João Sette Whitaker Ferreira Eleutério F. S. Prado Plínio de Arruda Sampaio Jr. Érico Andrade Rafael R. Ioris Remy José Fontana Luiz Bernardo Pericás José Dirceu Elias Jabbour Ronald León Núñez Andrew Korybko Otaviano Helene Igor Felippe Santos Marcelo Módolo Thomas Piketty José Raimundo Trindade Boaventura de Sousa Santos Fernando Nogueira da Costa Liszt Vieira Marjorie C. Marona André Márcio Neves Soares Bruno Machado Lorenzo Vitral Roberto Bueno Alexandre de Lima Castro Tranjan Afrânio Catani Ricardo Musse Celso Frederico Ronald Rocha Luiz Eduardo Soares Alexandre de Freitas Barbosa Marilia Pacheco Fiorillo Atilio A. Boron Jean Pierre Chauvin Daniel Afonso da Silva Mariarosaria Fabris Gilberto Maringoni Juarez Guimarães Ari Marcelo Solon Renato Dagnino Paulo Capel Narvai Lucas Fiaschetti Estevez Michael Roberts Vinício Carrilho Martinez Antonino Infranca Daniel Brazil Luiz Renato Martins Leonardo Avritzer Luiz Costa Lima Bernardo Ricupero Carla Teixeira Leonardo Boff Michael Löwy Luiz Marques Antônio Sales Rios Neto Eliziário Andrade Denilson Cordeiro Carlos Tautz Dênis de Moraes Slavoj Žižek Gerson Almeida Luis Felipe Miguel Henry Burnett Sandra Bitencourt Daniel Costa Ricardo Abramovay Antonio Martins Fernão Pessoa Ramos Gabriel Cohn Paulo Fernandes Silveira Paulo Martins Vladimir Safatle Rodrigo de Faria Eugênio Trivinho Luiz Roberto Alves Leda Maria Paulani Rubens Pinto Lyra Benicio Viero Schmidt João Feres Júnior Everaldo de Oliveira Andrade Jorge Branco Roberto Noritomi Leonardo Sacramento José Machado Moita Neto Francisco Fernandes Ladeira Manchetômetro Marcus Ianoni Flávio Aguiar José Luís Fiori Bento Prado Jr. Ricardo Antunes Marilena Chauí Bruno Fabricio Alcebino da Silva Priscila Figueiredo Salem Nasser João Carlos Loebens Celso Favaretto Ronaldo Tadeu de Souza Caio Bugiato Chico Alencar Alexandre Aragão de Albuquerque Luiz Werneck Vianna Marcos Silva Anderson Alves Esteves Ricardo Fabbrini Annateresa Fabris Marcelo Guimarães Lima João Lanari Bo Paulo Nogueira Batista Jr Lincoln Secco André Singer Eduardo Borges

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada