As ideias precisam circular. Ajude A Terra é Redonda a seguir fazendo isso.

Manifesto do Chefe Seattle ao Presidente dos EUA

Imagem: Adir Sodré
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por AFRÂNIO CATANI*

Comentário sobre o texto que é considerado um dos mais profundos pronunciamentos em defesa do meio ambiente

Em 1855, respondendo a proposta do então Presidente dos Estados Unidos da América, Franklin Pierce (1804-1869), que desejava comprar terras pertencentes aos indígenas, o Chefe Indio Seattle escreveu o manifesto Preservação do meio ambiente, editado no Brasil com 20 ilustrações de Vera Rodrigues.

Na apresentação, o editor Sérgio Amad Costa informa que o Manifesto foi traduzido da versão original, localizada na Seattle Historical Society, em Washington. Fica-se sabendo, igualmente, que o “Chefe Seattle nasceu em 1790 e morreu em 1866. Liderou os Duwamish e as tribos Suquamish, Saminish, Skopamish e Stakmish, sendo o primeiro signatário do tratado de Port Elliot, pelo qual estas tribos se submeteram às imposições governamentais dos EUA, recebendo, em troca, uma reserva indígena. Cumpre lembrar, também, que a cidade de Seattle, nos EUA, tem esse nome em homenagem ao chefe dos Duwamish” (p. 5).

Embora escrito há mais de 160 anos, o manifesto é considerado como um dos mais profundos pronunciamentos sobre a defesa do meio ambiente, sendo de uma atualidade indiscutível. Isso porque chama a atenção para a falta de respeito e de cuidado com a terra e, consequentemente, com o equilíbrio ecológico.

Seattle inicia sua resposta ao Presidente Pierce afirmando que o seu povo irá considerar a proposta recebida para vender suas terras, embora se pergunte: “É possível comprar ou vender o céu e o calor da terra? Tal ideia é estranha para nós. Se não possuímos o frescor do ar e o brilho da água, como podem comprá-los? Cada pedaço desta terra é sagrada para o meu povo. Cada ramo brilhante de um pinheiro, cada areia da praia, cada bruma nas densas florestas, cada clareira e cada inseto a zumbir são sagrados na memória do meu povo. A seiva que corre através das árvores carrega as memórias do homem vermelho (…) Somos parte da terra e ela é parte de nós (…). Deste modo, quando o grande Chefe manda dizer que quer comprar nossa terra, ele pede muito de nós (…). Consideraremos sua oferta de comprar nossa terra. Mas não será fácil, pois esta terra é sagrada para nós” (p. 11,13 e 15).

Em sua sabedoria, o Chefe Seattle dá conselhos ao homem branco, lembrando que deve ensinar às crianças que “os rios são nossos irmãos“, que “a terra é nossa mãe“. Assim, “tudo o que ocorrer com a terra ocorrerá aos filhos da terra. Se os homens desprezam o solo, estão desprezando a si mesmos (…). O que ocorrer com a terra recairá sobre os filhos da terra. O homem não teceu a trama da vida; ele é meramente um de seus fios. Tudo o que fizer ao tecido fará a si mesmo” (p. 19, 36 e 39).

Num momento em que assistimos ao desmatamento e queimadas ilegais no país, em que o Ministério do Meio Ambiente é, para dizer o mínimo, completamente inoperante, as palavras do Chefe Seattle nesse belo livro, em que texto, ilustrações e capa se integram com harmonia, não devem ser ignoradas. Caso não se preservem as florestas, os rios, os lagos, os mares, os animais, as montanhas, diz ele, “é o fim da vida e o início de uma subvida“ (p. 45)

*Afrânio Catani é professor aposentado na USP e professor visitante na UFF.

Versão reduzida da resenha publicada na Revista de Administração de Empresas (RAE), São Paulo, EAESP-FGV, vol. 28 no 1, p. 58, janeiro-março, 1988.

 

Referência


SEATTLE (Chefe Índio). Preservação do meio ambiente – manifesto do Chefe Seattle ao Presidente dos EUA. Tradução: Magda Guimarães Khouri Costa. São Paulo: Babel Cultural.

 

 

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Gerson Almeida Luís Fernando Vitagliano Ricardo Abramovay Leda Maria Paulani Marilena Chauí José Micaelson Lacerda Morais Luiz Costa Lima Michael Löwy Denilson Cordeiro Sergio Amadeu da Silveira Plínio de Arruda Sampaio Jr. Julian Rodrigues Armando Boito João Sette Whitaker Ferreira Slavoj Žižek Vinício Carrilho Martinez Priscila Figueiredo Jorge Branco Alexandre de Freitas Barbosa Carla Teixeira Alexandre Aragão de Albuquerque Antonino Infranca Luiz Eduardo Soares João Adolfo Hansen Gilberto Maringoni Andrew Korybko Leonardo Avritzer Carlos Tautz Atilio A. Boron Celso Favaretto João Lanari Bo Dennis Oliveira Juarez Guimarães Gilberto Lopes Mário Maestri Michael Roberts Yuri Martins-Fontes Ronaldo Tadeu de Souza Daniel Costa Vladimir Safatle Rafael R. Ioris Alexandre de Lima Castro Tranjan Luis Felipe Miguel Gabriel Cohn Marcos Aurélio da Silva Marcos Silva Manchetômetro Leonardo Boff José Machado Moita Neto Tarso Genro Airton Paschoa Manuel Domingos Neto André Singer Daniel Brazil Ronald Rocha José Raimundo Trindade Eleonora Albano Tales Ab'Sáber Francisco de Oliveira Barros Júnior Lucas Fiaschetti Estevez Osvaldo Coggiola Fernão Pessoa Ramos Mariarosaria Fabris Luiz Marques Rodrigo de Faria Rubens Pinto Lyra Salem Nasser Anderson Alves Esteves Sandra Bitencourt Paulo Fernandes Silveira Marcelo Módolo Flávio Aguiar João Carlos Salles Maria Rita Kehl Eugênio Trivinho Ricardo Musse Marcelo Guimarães Lima Antonio Martins Walnice Nogueira Galvão Chico Whitaker Roberto Noritomi Vanderlei Tenório Celso Frederico Igor Felippe Santos Bruno Machado Ari Marcelo Solon Valerio Arcary Roberto Bueno Lorenzo Vitral Francisco Fernandes Ladeira José Dirceu João Paulo Ayub Fonseca Annateresa Fabris Afrânio Catani Luiz Renato Martins Luiz Roberto Alves Caio Bugiato Chico Alencar Ronald León Núñez Luiz Bernardo Pericás João Carlos Loebens Marjorie C. Marona Bernardo Ricupero Samuel Kilsztajn Eduardo Borges Paulo Martins Otaviano Helene Ricardo Antunes Ricardo Fabbrini Érico Andrade Fernando Nogueira da Costa Luiz Carlos Bresser-Pereira Claudio Katz Daniel Afonso da Silva Ladislau Dowbor Fábio Konder Comparato Benicio Viero Schmidt Paulo Nogueira Batista Jr Remy José Fontana Renato Dagnino Elias Jabbour Bruno Fabricio Alcebino da Silva Henri Acselrad Eleutério F. S. Prado Paulo Capel Narvai Luciano Nascimento Marilia Pacheco Fiorillo Bento Prado Jr. Jorge Luiz Souto Maior Jean Pierre Chauvin Paulo Sérgio Pinheiro Everaldo de Oliveira Andrade Liszt Vieira Antônio Sales Rios Neto Valério Arcary Dênis de Moraes Berenice Bento Tadeu Valadares Milton Pinheiro Flávio R. Kothe Lincoln Secco Leonardo Sacramento Boaventura de Sousa Santos José Geraldo Couto Marcus Ianoni Eugênio Bucci Anselm Jappe João Feres Júnior Eliziário Andrade Thomas Piketty Francisco Pereira de Farias Luiz Werneck Vianna Kátia Gerab Baggio José Luís Fiori André Márcio Neves Soares Heraldo Campos José Costa Júnior Alysson Leandro Mascaro Jean Marc Von Der Weid Henry Burnett

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada