As ideias precisam circular. Ajude A Terra é Redonda a seguir fazendo isso.

Aldir Blanc, cronista

Imagem_Elyeser Szturm
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por Daniel Brazil*

O enorme compositor-letrista acabou ofuscando o escritor. Aldir Blanc é cronista mesmo, refinado, com vários livros publicados

Abalados pela morte do letrista, compositor e poeta Aldir Blanc (1946-2020), os comentaristas e o público amante da música popular inundaram as redes sociais com versões de seus grandes sucessos, como O Mestre-Sala dos Mares e O Bêbado e a Equilibrista, feitos com o parceiro maior, João Bosco. Jornalistas relembraram sua criatividade, sua verve, suas firmes posições políticas, seu humor sarcástico, sua carioquice. Alguns analistas lembraram a sua capacidade de concretizar em letra de música verdadeiras crônicas, cenas populares, relatos mordazes de situações urbanas.

Nada mais justo, se prestarmos atenção a obras primas como De Frente pro Crime, Incompatibilidade de Gênios. A Nível De… ou Siri Recheado e o Cacete, retratos cheios de graça de um certo jeito de ser carioca, entre malandro e trouxa, convivendo com a violência, o desacato, o compadrio, a traição e outros desvios. Bebeu de fontes preciosas, como Noel Rosa, Geraldo Pereira, Wilson Batista, Billy Blanco e mais uns poucos. Não é fácil contar uma história, criar um enredo com abertura e desfecho, em poucos versos.

Mas o enorme compositor-letrista acabou ofuscando o escritor. Aldir Blanc é cronista mesmo, refinado (ou grosso, dependendo da hora), com vários livros publicados. Convidado pela turma do Pasquim, publicou seu primeiro volume de crônicas, Rua dos Artistas e arredores, em 1978. Ali se revelava um arguto investigador dos hábitos, costumes e idiossincrasias populares, herdeiro legítimo de uma tradição que vinha do pioneiro João do Rio, incorporando o inconformismo de um Lima Barreto e compartilhando o senso de humor de um Stanislaw Ponte Preta.

As coletâneas seguintes (Porta de Tinturaria, Brasil Passado a Sujo, Um Cara Bacana na 19ª, Direto do Balcão) confirmaram o talento literário do compositor-letrista. Sua formação acadêmica (fez medicina, com especialização em psiquiatria) se mesclava em química perfeita com o amor pela literatura, destilando o exímio retratista de tipos humanos, de situações hilariantes, de pequenas e grandes malandragens de um Brasil que se transforma a cada dia, deixando de sorrir e mostrando os dentes. Talvez não escrevesse crônicas, mas diagnósticos…

Reler Aldir Blanc hoje é se reencontrar com esta quase perdida tradição de cronistas satíricos metropolitanos. Os textos de humor crítico migraram para a TV, para as comédias stand-up, para as redes sociais. Apenas Luiz Fernando Veríssimo pode ser comparado, no cenário da literatura brasileira contemporânea.

Mesmo quando Blanc se aventurou por outros gêneros, como memórias (Vila Isabel – Inventário de Infância), livros infantis (Uma Caixinha de Surpresas), ou relatos saborosos em homenagem a seu time de coração (Vasco – A Cruz do Bacalhau), o espírito de “cronista carioca” esteve impregnado de forma indelével. Aldir Blanc ainda será lembrado como um dos mais originais escritores de nossa época, último recriador de um Rio de Janeiro que, depois da pandemia, nunca mais será o mesmo.

*Daniel Brazil é escritor, autor do romance Terno de Reis (Penalux), roteirista e diretor de TV, crítico musical e literário

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Antonio Martins Luis Felipe Miguel Francisco de Oliveira Barros Júnior Everaldo de Oliveira Andrade Paulo Martins Luiz Eduardo Soares Gerson Almeida Marjorie C. Marona Chico Whitaker Eliziário Andrade João Adolfo Hansen Tarso Genro Airton Paschoa Alexandre de Lima Castro Tranjan Celso Favaretto Lorenzo Vitral Antônio Sales Rios Neto Marilia Pacheco Fiorillo Ari Marcelo Solon Vladimir Safatle Paulo Fernandes Silveira Francisco Fernandes Ladeira Michael Löwy Fernando Nogueira da Costa Rodrigo de Faria Eugênio Trivinho Fábio Konder Comparato Daniel Brazil Bruno Machado José Geraldo Couto Roberto Bueno Luiz Roberto Alves Fernão Pessoa Ramos Daniel Afonso da Silva André Singer Eleutério F. S. Prado Carla Teixeira Henri Acselrad Samuel Kilsztajn Sergio Amadeu da Silveira João Paulo Ayub Fonseca Daniel Costa Rafael R. Ioris Dennis Oliveira Lincoln Secco Carlos Tautz Gilberto Lopes Marcos Aurélio da Silva Berenice Bento Chico Alencar Flávio Aguiar Yuri Martins-Fontes Remy José Fontana João Lanari Bo Dênis de Moraes Roberto Noritomi João Carlos Loebens Anderson Alves Esteves Jorge Branco Priscila Figueiredo Liszt Vieira Ricardo Fabbrini Tadeu Valadares Manchetômetro Maria Rita Kehl José Luís Fiori Eugênio Bucci Ronald Rocha André Márcio Neves Soares Marilena Chauí Vanderlei Tenório Atilio A. Boron Heraldo Campos José Costa Júnior Luiz Renato Martins Jean Pierre Chauvin Luciano Nascimento Caio Bugiato Juarez Guimarães Luiz Werneck Vianna Tales Ab'Sáber Michael Roberts Alysson Leandro Mascaro Ricardo Antunes Armando Boito Boaventura de Sousa Santos Lucas Fiaschetti Estevez Leonardo Sacramento João Feres Júnior Anselm Jappe Marcelo Módolo Thomas Piketty Ricardo Musse Denilson Cordeiro Luiz Costa Lima Gabriel Cohn Marcos Silva João Sette Whitaker Ferreira Francisco Pereira de Farias Leonardo Avritzer Ladislau Dowbor Eduardo Borges Mariarosaria Fabris Kátia Gerab Baggio Luiz Carlos Bresser-Pereira Sandra Bitencourt Celso Frederico Plínio de Arruda Sampaio Jr. Gilberto Maringoni Walnice Nogueira Galvão Antonino Infranca Elias Jabbour Otaviano Helene Henry Burnett Flávio R. Kothe Osvaldo Coggiola Rubens Pinto Lyra Bruno Fabricio Alcebino da Silva Renato Dagnino Paulo Sérgio Pinheiro Vinício Carrilho Martinez Milton Pinheiro Andrew Korybko Benicio Viero Schmidt Mário Maestri Luís Fernando Vitagliano Marcus Ianoni Valerio Arcary Érico Andrade Bento Prado Jr. Ricardo Abramovay José Raimundo Trindade Ronaldo Tadeu de Souza Luiz Marques Manuel Domingos Neto Afrânio Catani Eleonora Albano José Micaelson Lacerda Morais Ronald León Núñez Alexandre de Freitas Barbosa Jean Marc Von Der Weid Bernardo Ricupero Annateresa Fabris Claudio Katz Valério Arcary Leda Maria Paulani Igor Felippe Santos José Machado Moita Neto Paulo Capel Narvai Slavoj Žižek Luiz Bernardo Pericás Leonardo Boff Julian Rodrigues João Carlos Salles Salem Nasser Jorge Luiz Souto Maior Alexandre Aragão de Albuquerque José Dirceu Marcelo Guimarães Lima Paulo Nogueira Batista Jr

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada