Julio Antonio Mella

Ceri Richards, Clair de Lune, 1967
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por RENAN SOMOGYI RODRIGUES DA SILVA*

Comentário sobre o livro organizado por Luiz Bernardo Pericás

Julio Antonio Mella foi uma figura política de grande importância para o movimento comunista latino-americano. Um dos precursores do marxismo no subcontinente, Mella nasceu em Cuba e atuou ativamente ao lado de operários, camponeses e estudantes na luta por uma educação emancipadora, contra o governo repressivo de Gerardo Machado e contra o imperialismo estadunidense. Apesar de tamanha importância, tanto em termos teóricos quanto práticos – Julio Antonio Mella não foi somente um grande agitador político, mas escreveu diversos textos pioneiros utilizando o marxismo como ferramenta de análise conjuntural e histórica de Cuba –, o militante foi pouco estudado fora de seu país de origem, sendo relegado a um papel secundário nas pesquisas sobre o marxismo latino-americano.

No Brasil, seja pela não aceitação da centralidade da personagem na história do movimento comunista latino-americano, seja pelo desconhecimento de seu pensamento, nunca haviam sido publicadas antologias com os textos de Julio Antonio Mella e nem mesmo traduções de suas biografias (em sua maioria, escritas em língua espanhola). É baseado nesses livros sobre a vida do cubano (entre vários outros) que Luiz Bernardo Pericás, historiador, professor da Universidade de São Paulo e pesquisador do marxismo na América Latina, escreve o prefácio desta coletânea.

Vale destacar que esta é a primeira vez que os textos de Julio Antonio Mella foram traduzidos e editados em uma obra exclusivamente sua no Brasil. A introdução traça a trajetória política de Julio Antonio Mella, desde sua militância juvenil até sua atividade no momento antecedente à sua morte, capacitando o leitor que desconhece a personagem a compreender e situar os artigos do marxista em seu contexto de engajamento e disputa política, facilitando e enriquecendo a leitura.

Como muitos dos marxistas latino-americanos pioneiros, responsáveis que eram pela criação e estruturação dos respectivos partidos comunistas da região e suas organizações associadas, Julio Antonio Mella foi um homem de ação, ainda que não rejeitasse a teoria de forma alguma. Empenhado nas atividades práticas e burocráticas, todavia, o cubano não escreveu nenhuma obra teórica de maior fôlego, o que reduz sua produção, em grande medida, a excertos dispersos – ainda que interligados pelo sentido lógico e ideológico de seu pensamento. El Machete, Aurora, Nueva Luz, Juventud, Lucha de Classes, Alma Mater são algumas das publicações em que Julio Antonio colaborou e das quais Pericás retira boa parte dos escritos que compõem o livro.

Os textos selecionados também elucidam algumas bases ideológicas de Julio Antonio Mella. Diferentemente de boa parte dos militantes dos Partidos Comunistas ligados à Internacional Comunista, Mella não possuía em seu arcabouço teórico e ideológico somente ideias provenientes da União Soviética e de seus líderes, tais como Lênin e Trotsky. Estes são reconhecidos, sem dúvida, como pensadores estruturantes de seu pensamento, mas outros, de diferentes lugares e extrações políticas, também aparecem nessa lista, como José Martí e Carlos Baliño.

O primeiro é conhecido por muitos como o último “libertador” das Américas, cujo nacionalismo e valorização da cultura e do potencial cubano (e latino-americano no geral) fez frente ao nascente imperialismo dos Estados Unidos sobre a América Latina, referendado pela Doutrina Monroe. Tal ideário ressoou nas formulações de Julio Antonio Mella, engendrando em seu pensamento também o nacionalismo cubano, em que a cultura e as tradições do povo são valorizadas, o que ele chamava de “nacionalismo revolucionário”. Baliño, por sua vez, considerado um dos pioneiros do marxismo latino-americano, influi diretamente na vida de Mella ao ser, provavelmente – segundo o próprio organizador –, o primeiro cubano a fundir a teoria de Martí e de Marx na ilha, ajudando, em parte, na adesão de Julio Antonio ao marxismo (PERICÁS [org], 2022, p. 41-42).

O pensamento do jovem Julio Antonio Mella, diferentemente de muitos outros comunistas de sua época, não foi tributário das ideias de Joseph Stálin (Ibidem, p. 30-31). Este, que se tornou a figura maior do socialismo mundial após a tomada definitiva do poder no Partido Comunista da União Soviética e no Comintern em 1928, provavelmente não aprovaria a figura do martiano e marxista cubano. Julio Antonio Mella era demasiadamente heterodoxo em seu ideário e em suas ações políticas, sem dar indícios de que submeteria sua atividade, sem questionamentos, ao crivo do partido mundial da revolução.

Ao traduzir, organizar e disponibilizar os escritos do pensador, Luiz Bernardo Pericás incentiva os marxistas e – por que não? – até mesmo os bolivarianos que ainda sonham com uma América Latina independente dos imperialismos estadunidense e europeu a ampliar seus horizontes ideológicos, rompendo a barreira do dogmatismo, e a reavivar a luta por uma sociedade comunista e latino-americana para todos os que aqui habitam.

*Renan Somogyi Rodrigues da Silva é mestrando em história social na USP.

Referência

Luiz Bernardo Pericás (org.). Julio Antonio Mella: textos escolhidos. Marília, Lutas Anticapital, 2022, 218 págs.

O site A Terra é Redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores.
Ajude-nos a manter esta ideia.
Clique aqui e veja como

Veja neste link todos artigos de

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
José Micaelson Lacerda Morais Anselm Jappe Antonino Infranca Gabriel Cohn Otaviano Helene Osvaldo Coggiola Ricardo Abramovay João Feres Júnior Tales Ab'Sáber Ricardo Antunes Francisco Pereira de Farias Boaventura de Sousa Santos João Sette Whitaker Ferreira Eleonora Albano Atilio A. Boron Tadeu Valadares José Machado Moita Neto Ricardo Musse Ari Marcelo Solon Julian Rodrigues João Paulo Ayub Fonseca Gilberto Lopes Mariarosaria Fabris Denilson Cordeiro Dênis de Moraes Airton Paschoa Jean Marc Von Der Weid Rubens Pinto Lyra Luiz Carlos Bresser-Pereira Daniel Costa Ricardo Fabbrini Luís Fernando Vitagliano Milton Pinheiro José Costa Júnior Anderson Alves Esteves Celso Favaretto Caio Bugiato Francisco Fernandes Ladeira Luis Felipe Miguel Armando Boito Eliziário Andrade Luiz Roberto Alves Elias Jabbour Rodrigo de Faria Remy José Fontana Jorge Branco Yuri Martins-Fontes Tarso Genro Matheus Silveira de Souza Paulo Capel Narvai Paulo Nogueira Batista Jr Bruno Fabricio Alcebino da Silva Érico Andrade Marcus Ianoni José Raimundo Trindade Luiz Marques Vanderlei Tenório André Márcio Neves Soares Celso Frederico Ronald León Núñez Everaldo de Oliveira Andrade Mário Maestri João Adolfo Hansen Jean Pierre Chauvin Eugênio Trivinho João Lanari Bo Chico Whitaker Salem Nasser Claudio Katz Flávio Aguiar Fábio Konder Comparato Walnice Nogueira Galvão Luciano Nascimento Afrânio Catani Carlos Tautz Flávio R. Kothe Francisco de Oliveira Barros Júnior Kátia Gerab Baggio Manuel Domingos Neto Valerio Arcary Gerson Almeida Jorge Luiz Souto Maior Paulo Sérgio Pinheiro Fernão Pessoa Ramos Gilberto Maringoni Ronaldo Tadeu de Souza Dennis Oliveira Vinício Carrilho Martinez Eleutério F. S. Prado Carla Teixeira Henri Acselrad José Luís Fiori Maria Rita Kehl Daniel Brazil Henry Burnett Slavoj Žižek Berenice Bento Ladislau Dowbor Luiz Renato Martins Thomas Piketty Luiz Bernardo Pericás Bento Prado Jr. Renato Dagnino Antônio Sales Rios Neto Marcos Aurélio da Silva José Geraldo Couto André Singer Benicio Viero Schmidt Bernardo Ricupero Marcelo Guimarães Lima Valerio Arcary Andrew Korybko Leonardo Sacramento João Carlos Loebens Priscila Figueiredo Juarez Guimarães Fernando Nogueira da Costa Heraldo Campos Manchetômetro Alexandre de Freitas Barbosa Marcelo Módolo Leda Maria Paulani Vladimir Safatle Antonio Martins Alysson Leandro Mascaro João Carlos Salles José Dirceu Luiz Eduardo Soares Marilena Chauí Michel Goulart da Silva Plínio de Arruda Sampaio Jr. Leonardo Boff Daniel Afonso da Silva Lincoln Secco Michael Löwy Eduardo Borges Marilia Pacheco Fiorillo Ronald Rocha Marcos Silva Paulo Fernandes Silveira Annateresa Fabris Eugênio Bucci Luiz Werneck Vianna Samuel Kilsztajn Marjorie C. Marona Lucas Fiaschetti Estevez Sandra Bitencourt Bruno Machado Leonardo Avritzer Michael Roberts Alexandre de Lima Castro Tranjan Rafael R. Ioris Igor Felippe Santos Sergio Amadeu da Silveira Alexandre Aragão de Albuquerque Chico Alencar Lorenzo Vitral Liszt Vieira Paulo Martins Andrés del Río

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada