As ideias precisam circular. Ajude A Terra é Redonda a seguir fazendo isso.

As Universidades Públicas brasileiras não realizam pesquisa?

Imagem: Elyeser Szturm
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por Nelson Cardoso Amaral*

As Universidades Federais brasileiras, um conjunto de 63 instituições, presentes em todos os estados da federação e no Distrito Federal, possuem 1.120.804 estudantes de graduação [1] e 153.244 de pós-graduação stricto sensu (mestrado ou doutorado) [2]. Essas instituições estão, desde a posse de Jair Bolsonaro, sob o intenso ataque por parte das equipes que assumiram a Presidência da República e o Ministério da Educação.

Sob a “acusação” de que essas Universidades são dominadas por pessoas com pensamentos mais “à esquerda”, esse grupo – ultraconservador nos costumes e ultraliberal na economia – desenvolve uma campanha pública visando minar a grande credibilidade que as Universidades Federais e algumas estaduais (de SP, RJ, etc.) ainda desfrutam perante a opinião pública. A população brasileira passou a ser bombardeada ininterruptamente por mensagens que apresentam, entre outros pontos, essas instituições como fontes de desperdício do dinheiro público.

Em entrevista à rádio Jovem Pan, em 08 de abril de 2019, o próprio Bolsonaro, afirmou: “Poucas universidades têm pesquisa e, dessas poucas, a grande parte está na iniciativa privada” [3].

Essa afirmação distorce o fato de que no Brasil as Universidades públicas e, em especial as Universidades Federais, sempre foram as principais responsáveis pela produção de conhecimentos, de ciência, de tecnologia e de inovação.

Esse perfil, constituído ao longo da história, pode ser visualizado examinando-se a Tabela 01 que mostra o quantitativo de programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado ou doutorado) existentes em cada um dos estados e no DF, nos âmbitos federal, estadual, municipal e privado. Para facilitar, separou-se, no âmbito federal, os programas existentes nas Universidades Federais daqueles presentes em outras instituições federais que ofertam a pós-graduação stricto sensu (Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, Centros Federais de Educação Tecnológica, Escola Nacional de Ciências Estatísticas, Instituto Militar de Engenharia e Instituto Tecnológico da Aeronáutica).

Esses dados comprovam que é o conjunto das Universidades Federais, instaladas em todos os estados brasileiros e DF, que promove em seus 2.180 programas de pós-graduação stricto sensu pesquisa e extensão na dimensão suficiente para, entre outras coisas, diminuir as assimetrias regionais e a desigualdade brasileira.

Na região Norte as Universidades Federais são responsáveis por 88% dos programas de pós-graduação stricto sensu; no Nordeste, por 75%; no Centro-Oeste, por 72%, no Sudeste, por 54%, e na região Sul, por 46%. Ressalte-se que a única Região em que as Universidades Federais não ultrapassam os 50% é na região Sul.

*Nelson Cardoso Amaral é professor da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Referências:

[1] BRASIL.CAPES. Sistema de Informações Georreferenciadas – GEOCAPES. Disponível em: <https://geocapes.gov.br/geocapes/>.

[2] BRASIL.INEP. Censo da Educação Superior – 2017. Disponível em: <www.inep.gov.br>.

[3] Entrevista do Presidente da República à Jovem Pan, no día 08/04/2019. Disponível em: <unicamp.br/unicamp/ju/artigos/luiz-marques/ciencia-versus-bolsonaro>.

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Manchetômetro Gilberto Maringoni Jean Pierre Chauvin Alexandre Aragão de Albuquerque Luiz Carlos Bresser-Pereira Bento Prado Jr. Otaviano Helene Valério Arcary João Lanari Bo Alexandre de Lima Castro Tranjan Henri Acselrad Luiz Costa Lima Gilberto Lopes João Adolfo Hansen Ladislau Dowbor André Singer Marcelo Módolo Luciano Nascimento Vinício Carrilho Martinez Samuel Kilsztajn Ronaldo Tadeu de Souza Luiz Werneck Vianna Daniel Costa Lucas Fiaschetti Estevez Paulo Capel Narvai Renato Dagnino Fernando Nogueira da Costa Jean Marc Von Der Weid Leonardo Avritzer João Carlos Salles Liszt Vieira Rodrigo de Faria Everaldo de Oliveira Andrade Luiz Bernardo Pericás Anderson Alves Esteves João Sette Whitaker Ferreira Dennis Oliveira André Márcio Neves Soares Francisco Pereira de Farias Daniel Brazil Vladimir Safatle Luiz Roberto Alves Elias Jabbour Luiz Marques José Costa Júnior Salem Nasser Gerson Almeida José Raimundo Trindade Chico Whitaker Paulo Sérgio Pinheiro Ricardo Musse Kátia Gerab Baggio Alexandre de Freitas Barbosa Eugênio Trivinho Lorenzo Vitral Antônio Sales Rios Neto Rubens Pinto Lyra Dênis de Moraes Caio Bugiato Tales Ab'Sáber Luís Fernando Vitagliano Vanderlei Tenório Manuel Domingos Neto Marcos Silva Lincoln Secco Afrânio Catani Bruno Fabricio Alcebino da Silva Flávio Aguiar Eleutério F. S. Prado Claudio Katz Marilena Chauí Luis Felipe Miguel Juarez Guimarães José Luís Fiori João Feres Júnior Eliziário Andrade Benicio Viero Schmidt Ari Marcelo Solon Francisco de Oliveira Barros Júnior Eugênio Bucci Sandra Bitencourt Heraldo Campos Andrew Korybko Ricardo Abramovay Paulo Martins Marcelo Guimarães Lima Roberto Bueno Celso Favaretto Marcos Aurélio da Silva Yuri Martins-Fontes Paulo Nogueira Batista Jr Carla Teixeira Marcus Ianoni Sergio Amadeu da Silveira Francisco Fernandes Ladeira Roberto Noritomi Julian Rodrigues Michael Roberts Igor Felippe Santos Gabriel Cohn Plínio de Arruda Sampaio Jr. José Geraldo Couto Walnice Nogueira Galvão Boaventura de Sousa Santos João Carlos Loebens Anselm Jappe Leonardo Sacramento Slavoj Žižek João Paulo Ayub Fonseca Paulo Fernandes Silveira Antonino Infranca Atilio A. Boron Ronald León Núñez Tadeu Valadares Milton Pinheiro Maria Rita Kehl Berenice Bento Valerio Arcary José Micaelson Lacerda Morais Alysson Leandro Mascaro Chico Alencar Fernão Pessoa Ramos Ronald Rocha Celso Frederico Daniel Afonso da Silva Eleonora Albano Tarso Genro Fábio Konder Comparato Bernardo Ricupero Carlos Tautz Armando Boito Rafael R. Ioris Airton Paschoa Jorge Luiz Souto Maior Leonardo Boff Mariarosaria Fabris Thomas Piketty Annateresa Fabris Eduardo Borges Michael Löwy Érico Andrade Mário Maestri Luiz Renato Martins Marjorie C. Marona Antonio Martins Osvaldo Coggiola Henry Burnett Leda Maria Paulani Priscila Figueiredo Denilson Cordeiro Jorge Branco Bruno Machado Ricardo Antunes Luiz Eduardo Soares José Dirceu José Machado Moita Neto Ricardo Fabbrini Remy José Fontana Marilia Pacheco Fiorillo Flávio R. Kothe

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada