Desmatamento

Imagem: Pok Rie
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por BRUNO VELLO, RICARDO ABRAMOVAY & MARCELO DE MEDEIROS*

O Brasil e o mundo querem políticas que conduzam à drástica e rápida redução do desmatamento

As primeiras indicações de que a política ambiental seria uma das tônicas do novo governo federal ocorreram ainda antes da posse de Lula. Em 2023, declarações e ações governamentais fizeram do combate ao desmatamento o carro-chefe desta orientação. Mudanças institucionais nos ministérios, metas de redução do desmatamento e o enfrentamento da crise Yanomami reforçam esses sinais.

Mas as forças da destruição seguem vivas, como bem mostram as votações recentes na Câmara, que ampliam as concessões à devastação no Código Florestal e na Lei da Mata Atlântica. O compromisso do novo governo em retomar uma política ambiental efetiva contrasta com o quadro desolador que paralisou a ação pública de combate ao desmatamento.

Mas o reforço do comando e controle, apesar de fundamental, não será capaz de garantir, por si só, o fim da devastação. Para cumprir suas promessas, o governo deverá também adotar iniciativas voltadas a viabilizar uma atuação econômica mais sustentável, tanto nas propriedades agropecuárias quanto nas florestas brasileiras.

Na agropecuária, é preciso popularizar a opção de produtores por técnicas que reduzam as emissões de gases do efeito estufa no campo. Essas técnicas já existem, mas é necessário torná-las acessíveis e atrativas. A premissa básica é que Plano Safra passe por uma séria revisão, baseada no princípio de que financiamentos e subsídios públicos só devem ser concedidos a práticas socioambientais regenerativas. Também integra essa frente a promoção de soluções de rastreabilidade que permitam comprovar a origem sustentável das commodities agropecuárias.

Já na frente florestal, são necessárias políticas voltadas a garantir alternativas econômicas para a manutenção da floresta em pé. E isso significa atuar em duas áreas. Primeiro, na cadeia de produção madeireira. A totalidade da demanda nacional por madeira pode ser suprida pelo manejo florestal sustentável, mas é preciso ampliar a escala dessa prática a partir de reforços na política de concessões florestais.

A segunda área diz respeito à produção extrativista (não madeireira). Aqui, trata-se de implementar políticas voltadas a alavancar a economia da sociobiodiversidade, impulsionando um modelo de desenvolvimento da Amazônia que reconheça e valorize os povos da floresta como guardiões da megabiodiversidade brasileira.

Políticas já existentes, como as que garantem acesso dos produtores a mercados institucionais, têm grande potencial de avanço. Porém, aqui será necessário o maior ímpeto criativo do governo, com a formulação e articulação de novas políticas e áreas governamentais que promovam desde o acesso à internet de boa qualidade na própria floresta até soluções de infraestrutura ambientalmente responsáveis.

Em suma, o Brasil e o mundo querem políticas que conduzam à drástica e rápida redução do desmatamento. Mas este objetivo supõe também uma agenda pós-desmatamento que faça da luta contra a crise climática e a erosão da biodiversidade a base da potência agropecuária e florestal brasileira.

*Bruno Vello é cientista político e analista de políticas públicas do Imaflora (Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola).

*Ricardo Abramovay é professor titular da Cátedra Josué de Castro da Faculdade de Saúde Pública da USP. Autor, entre outros livros, de Infraestrutura para o Desenvolvimento Sustentável (Elefante).

*Marcelo de Medeiros é bacharel em administração e coordenador de políticas públicas do Imaflora.

Publicado originalmente no jornal Folha de S. Paulo.


O site A Terra é Redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores.
Ajude-nos a manter esta ideia.
Clique aqui e veja como

Veja neste link todos artigos de

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Juarez Guimarães Ricardo Fabbrini Everaldo de Oliveira Andrade Jean Marc Von Der Weid Salem Nasser Jean Pierre Chauvin Dênis de Moraes Valerio Arcary Michel Goulart da Silva Eugênio Bucci Antonio Martins João Carlos Salles Andrés del Río Rafael R. Ioris Ricardo Musse Luis Felipe Miguel Marcelo Módolo Claudio Katz Ladislau Dowbor Lincoln Secco Marilia Pacheco Fiorillo Paulo Martins Daniel Costa Manchetômetro Marcus Ianoni Luiz Roberto Alves João Feres Júnior Sandra Bitencourt Vanderlei Tenório Plínio de Arruda Sampaio Jr. Alexandre de Freitas Barbosa Mário Maestri Eliziário Andrade Alexandre de Lima Castro Tranjan João Lanari Bo Rubens Pinto Lyra Walnice Nogueira Galvão José Machado Moita Neto Fernando Nogueira da Costa Celso Frederico Eleonora Albano Alexandre Aragão de Albuquerque Chico Whitaker Remy José Fontana Francisco Fernandes Ladeira Otaviano Helene Vinício Carrilho Martinez Michael Löwy Matheus Silveira de Souza Flávio R. Kothe Paulo Capel Narvai Samuel Kilsztajn Jorge Luiz Souto Maior Marcelo Guimarães Lima Armando Boito Carlos Tautz Marcos Silva Fernão Pessoa Ramos Atilio A. Boron Yuri Martins-Fontes André Márcio Neves Soares Sergio Amadeu da Silveira Caio Bugiato José Raimundo Trindade José Geraldo Couto Denilson Cordeiro Henri Acselrad Kátia Gerab Baggio Anselm Jappe José Luís Fiori Osvaldo Coggiola Jorge Branco Paulo Sérgio Pinheiro Luiz Renato Martins Afrânio Catani Marjorie C. Marona Tarso Genro Luiz Marques Carla Teixeira Tadeu Valadares Gilberto Maringoni Flávio Aguiar Maria Rita Kehl Leonardo Sacramento Heraldo Campos Slavoj Žižek Annateresa Fabris Berenice Bento Dennis Oliveira Luís Fernando Vitagliano Lorenzo Vitral Luiz Eduardo Soares Ari Marcelo Solon Liszt Vieira Milton Pinheiro Marcos Aurélio da Silva Henry Burnett Chico Alencar Luciano Nascimento Luiz Carlos Bresser-Pereira João Adolfo Hansen Daniel Afonso da Silva João Carlos Loebens Ricardo Antunes Alysson Leandro Mascaro Ronald Rocha Antonino Infranca Priscila Figueiredo Gerson Almeida Leonardo Boff Ronald León Núñez Benicio Viero Schmidt Francisco Pereira de Farias Vladimir Safatle Bento Prado Jr. Érico Andrade Fábio Konder Comparato Julian Rodrigues Tales Ab'Sáber Renato Dagnino Elias Jabbour Andrew Korybko João Paulo Ayub Fonseca Ricardo Abramovay Bernardo Ricupero Paulo Fernandes Silveira Airton Paschoa José Costa Júnior Bruno Fabricio Alcebino da Silva Ronaldo Tadeu de Souza Thomas Piketty Marilena Chauí Lucas Fiaschetti Estevez José Dirceu José Micaelson Lacerda Morais Francisco de Oliveira Barros Júnior Eduardo Borges Alexandre de Oliveira Torres Carrasco Leda Maria Paulani Luiz Bernardo Pericás Mariarosaria Fabris Luiz Werneck Vianna Boaventura de Sousa Santos Igor Felippe Santos Paulo Nogueira Batista Jr André Singer Manuel Domingos Neto Michael Roberts Daniel Brazil Gilberto Lopes João Sette Whitaker Ferreira Celso Favaretto Bruno Machado Antônio Sales Rios Neto Leonardo Avritzer Valerio Arcary Rodrigo de Faria Eleutério F. S. Prado Eugênio Trivinho Gabriel Cohn

NOVAS PUBLICAÇÕES