Giro de arrumação

Imagem_ColeraAlegria
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por MANUEL DOMINGOS NETO*

O futuro imediato do país passa pelo togado e pelo fardado

Leio no jornal Folha de S. Paulo, na edição do dia 19 de junho, o bem informado repórter Igor Gielow anunciando que uma pretensa “ala militar” estaria cogitando acerca da formação de um “ministério de notáveis” visando salvar o governo Bolsonaro duramente ameaçado pela prisão de Fabrício Queiroz.

Ao que me consta, conversas neste sentido se desenvolvem desde a semana passada, quando ficou clara a situação insustentável do Ministro da Educação.

A nomeação de “notáveis” para a equipe governamental seria uma “invertida de arrumação” diante da impopularidade do Presidente, dos impactos da pandemia, da degringolada economia e da constatada perda de prestígio das Forças Armadas.

Assim, seriam substituídos, além do Chanceler, os ministros da Educação e da Saúde.

Este esforço desesperado para salvar o governo tinha tudo para não dar certo. A queda de Weintraub, além de não ser suficiente “pacificar” os ministros do Supremo, não suspenderia necessariamente a criminosa destruição do sistema brasileiro de ensino e de pesquisa. A de Pazuello, um general da ativa, até poderia sinalizar o descolamento da farda em relação ao governo, mas não bastaria para definir uma postura minimamente responsável diante da pandemia. A de Ernesto Araújo não implicaria forçosamente em atitude responsável nas relações internacionais.

“Invertida de arrumação” é algo que não combina com Bolsonaro, portador da vontade de desarrumar, destruir e promover o caos. A índole do Presidente não combina estabilidade.

A prisão de Queiroz apenas revigora a crescente convicção da necessidade de remover Bolsonaro. Afastá-lo através de impeachment, porém, seria duvidoso. Tal expediente dependeria de votos do centrão, que costuma largar o osso quando não vê possibilidades para o dia seguinte.

O futuro imediato do país passa pelo togado e pelo fardado. Ambos são sensíveis aos clamores populares que podem rapidamente se tornar ensurdecedores.

Juízes e generais estão conversando. Não existe a possibilidade de os primeiros deliberarem sem garantia de que o instrumento de força acate suas deliberações. Assim, em últimos termos, a decisão maior está nas mãos do Alto Comando do Exército.

Multiplicam-se as declamações de que o militar deve ficar fora da política. Ora, o militar está mergulhado na política até os cabelos. Hoje, qualquer manifestação de um oficial de pijama é seguida com apreensão angustiada. O retorno efetivo ao quartel só pode ocorrer com os comandantes sinalizando de forma clara que deixarão os juízes deliberar e os políticos jogar o papel que lhes cabe.

A verdadeira “invertida de arrumação” passa forçosamente pela cassação da chapa Bolsonaro-Mourão e pela convocação de novas eleições.

A soberania popular foi aviltada por mentiras disseminadas pela internet, por intromissão militar no processo eleitoral, por coalizão da grande mídia contra a esquerda e por omissão ostensiva do Judiciário.

O resultado não deu certo. Não poderia dar certo. Bolsonaro não foi feito para resolver problemas, sua especialidade é a fanfarronice destrutiva.

Aos que acham insensato o país viver uma disputa eleitoral em plena pandemia, caberia lembrar: a permanência deste governo apenas agrava este e outros problemas.

*Manuel Domingos Neto é professor aposentado da UFC. Foi presidente da Associação Brasileira de Estudos de Defesa (ABED) e vice-presidente do CNPq.

 

Veja neste link todos artigos de

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Henry Burnett Benicio Viero Schmidt João Carlos Salles Manuel Domingos Neto Francisco Fernandes Ladeira Eliziário Andrade Ricardo Musse Mário Maestri Vinício Carrilho Martinez Maria Rita Kehl Eugênio Trivinho Remy José Fontana José Machado Moita Neto Luiz Marques Érico Andrade Andrés del Río Chico Whitaker Michael Roberts Airton Paschoa Rafael R. Ioris Eugênio Bucci Ladislau Dowbor Valerio Arcary Paulo Capel Narvai José Micaelson Lacerda Morais Elias Jabbour Valerio Arcary Daniel Afonso da Silva Andrew Korybko Dênis de Moraes Luis Felipe Miguel Bruno Machado Matheus Silveira de Souza Francisco de Oliveira Barros Júnior Rodrigo de Faria Walnice Nogueira Galvão Jorge Branco Marilia Pacheco Fiorillo Tadeu Valadares Renato Dagnino Tarso Genro Bruno Fabricio Alcebino da Silva Luiz Renato Martins Heraldo Campos Bernardo Ricupero Antonio Martins Alexandre de Freitas Barbosa Marjorie C. Marona Marcos Aurélio da Silva Anselm Jappe Luís Fernando Vitagliano Luiz Werneck Vianna Jean Pierre Chauvin Francisco Pereira de Farias João Feres Júnior Anderson Alves Esteves Sandra Bitencourt Eduardo Borges José Luís Fiori Flávio R. Kothe Alysson Leandro Mascaro Celso Favaretto Eleonora Albano Luiz Bernardo Pericás Atilio A. Boron Juarez Guimarães Marcelo Guimarães Lima Afrânio Catani Milton Pinheiro Flávio Aguiar Igor Felippe Santos Jean Marc Von Der Weid Luiz Roberto Alves Carlos Tautz Luciano Nascimento Yuri Martins-Fontes Mariarosaria Fabris Leonardo Sacramento Everaldo de Oliveira Andrade Caio Bugiato Alexandre de Lima Castro Tranjan Paulo Fernandes Silveira Fernando Nogueira da Costa Paulo Nogueira Batista Jr Armando Boito Jorge Luiz Souto Maior Plínio de Arruda Sampaio Jr. Thomas Piketty Antonino Infranca Vanderlei Tenório André Singer Boaventura de Sousa Santos Michael Löwy José Geraldo Couto Liszt Vieira Fábio Konder Comparato João Paulo Ayub Fonseca Rubens Pinto Lyra José Dirceu Luiz Carlos Bresser-Pereira Marcos Silva Carla Teixeira Samuel Kilsztajn Paulo Martins Antônio Sales Rios Neto Slavoj Žižek Fernão Pessoa Ramos Vladimir Safatle Leonardo Boff Marcelo Módolo Ricardo Antunes José Raimundo Trindade Chico Alencar Ronald Rocha André Márcio Neves Soares Lorenzo Vitral Henri Acselrad Manchetômetro Sergio Amadeu da Silveira Gilberto Lopes Priscila Figueiredo Michel Goulart da Silva Paulo Sérgio Pinheiro Ronald León Núñez Claudio Katz Eleutério F. S. Prado Marcus Ianoni Otaviano Helene João Lanari Bo Marilena Chauí Dennis Oliveira Osvaldo Coggiola Ricardo Fabbrini José Costa Júnior Tales Ab'Sáber Salem Nasser Lincoln Secco Kátia Gerab Baggio Gilberto Maringoni Luiz Eduardo Soares Denilson Cordeiro João Adolfo Hansen Celso Frederico Leda Maria Paulani Daniel Costa Lucas Fiaschetti Estevez Bento Prado Jr. Annateresa Fabris Gabriel Cohn João Carlos Loebens Ronaldo Tadeu de Souza Leonardo Avritzer Daniel Brazil Ricardo Abramovay Julian Rodrigues Alexandre Aragão de Albuquerque Ari Marcelo Solon Gerson Almeida Berenice Bento João Sette Whitaker Ferreira

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada