Meu rim por uma resenha

Eduardo Berliner, Trompete

Por FRANCISCO FERNANDES LADEIRA*

Comentário sobre o livro recém-lançado de Maxwell dos Santos

No último dia 25 de julho, o radialista, jornalista, servidor público e escritor capixaba Maxwell dos Santos lançou o e-book Meu rim por uma resenha: vale a pena gastar uma fortuna para ter seu livro repercutido?.

A obra em questão narra a história do jovem escritor Laerte Medeiros Maia que, após várias recusas de editoras para publicação de seu livro Rebello Resiste, assina contrato com a Edições Talismã, cujo proprietário é Sebastião Alvarenga.

Para divulgar Rebello Resiste – trabalho que aborda a luta dos estudantes contra o fechamento de uma escola privada de Vitória (ES) – a Edições Talismã entra em contato com alguns influenciadores digitais especializados em resenhas literárias, entre eles, Viviane Carlini Botacin, que faz um orçamento de cinco mil reais para fazer um vídeo de 5 a 10 minutos sobre Rebello Resiste em seu canal.

Mediante ao surreal valor cobrado por Viviane, Sebastião Alvarenga entra em contato via telefone com a influenciadora solicitando algum desconto ou parcelando dos cinco mil reais (proposta que é imediatamente recusada).

Ao tomar conhecimento da negativa de Viviane, Laerte escreve um texto em seu blog criticando a postura mercenária da influenciadora, que coloca os cifrões acima do prazer da leitura.

Com ampla repercussão (a partir de comentários positivos e negativos), o texto de Laerte chegou a Viviane, que ligou para o autor capixaba acusando-o de “vitimismo” e o insultando com palavras racistas e capacitadas (Laerte possuía paralisia cerebral e traços indígenas).

O jovem escritor capixaba gravou a conversa com a influenciadora e mostrou a sua mãe, que levou o áudio até a Rádio Colibri FM, onde foi divulgado no programa Jornal Colibri Primeira Edição.

A divulgação do áudio viralizou nas redes sociais. A partir de então, Viviane, paulatinamente, foi perdendo contratos, parcerias e seguidores virtuais. Não obstante, alguns “podres” da influenciadora vieram à tona: violação de direitos trabalhistas de funcionários, falso engajamento em vídeos e plágio de conteúdos.

Por outro lado, Rebello Resiste se tornou sucesso de público e crítica, culminando com sua tradução para outros idiomas e adaptações em um longa-metragem e uma minissérie.

Evidentemente, Meu rim por uma resenha apresenta muitas outras questões além daquelas que aqui esbocei.

Trata-se de uma oportuna reflexão sobre os desafios para se publicar, distribuir e divulgar um  livro no Brasil, enfatizando a disparidade de recursos entre pequenos e grandes grupos editorias na disputa por espaço no mercado literário. Uma cativante estória que contrasta o exemplo de superação do protagonista Laerte em contraste com o mau-caratismo da antagonista Viviane.

Boa leitura a todos e todas!

*Francisco Fernandes Ladeira é doutorando em geografia na Unicamp. Autor, entre outros livros, de A ideologia dos noticiários internacionais (Editora CRV).

 

Referência


Maxwell dos Santos. Meu rim por uma resenha: vale a pena gastar uma fortuna para ter seu livro repercutido? Vitória, edição do autor, 2022, 182 págs. Disponível em https://bit.ly/meurimporumaresenhapdf

 

O site A Terra é redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores. Ajude-nos a manter esta ideia.
Clique aqui e veja como.