Na terra como no céu

Imagem: Jean Hahn
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por AFRÂNIO CATANI*

Caminhando e não cantando com Geraldo Vandré

Quando isso ocorreu, duas vezes na verdade, é um pouco impreciso – mas nem tanto: foi em 1992, 1993 ou no máximo em 1994; antes não. Próximo do aniversário de uma de minhas filhas, em abril, saí cedo para resolver um problema burocrático na região dos Jardins (São Paulo, capital) e voltava a pé para casa. Desci a Frei Caneca (ou a Bela Cintra) e caminhei algumas quadras até parar numa esquina, esperando abrir o farol. Ao meu lado encontrava-se um senhor levemente grisalho, mais baixo e mais magro do que eu, óculos escuros e vestido com discrição. Reconheci-o na hora.

Começamos a andar, reduzi o passo e o segui por uns vinte ou trinta metros. Não me contive e apliquei-lhe uma molecagem: perguntei se ele era o Hilton Acioli. Virou-se surpreso e disse que não. Insisti: “mas então o senhor foi do Trio Marayá?” Sorriu e continuou a caminhar, comigo ao seu lado, até que, passos adiante, perguntou sem me olhar: “você sabe quem eu sou, não?” Eu disse que sabia. Rimos.

Disse-lhe que eu era professor, escrevia sobre cultura e educação e que admirava suas canções. Não se animou muito, falando que isso pertencia ao passado, que agora era servidor público, advogado, defendia o sofrido povo brasileiro: “afinal, sou paraibano!” Perguntei se continuava compondo e cantando e a resposta foi lacônica: “canto em casa, às vezes”. Ele vai seguir e eu tenho que virar. Dei um até logo e obtive como resposta silencioso aceno de cabeça, com um sorriso que quase se concretizou.

Poucas semanas depois fiz o mesmo trajeto e o encontrei novamente, em local próximo ao da vez anterior. Geraldo Vandré me olhou e, mostrando um pouco os dentes, sentenciou que nunca havia tocado no Trio Marayá.[1]

*Afrânio Catani, professor aposentado da Faculdade de Educação da USP, atualmente é professor sênior na mesma instituição. Professor visitante na faculdade de Educação da UERJ, campus de Duque de Caxias.

Nota


[1] O Trio Marayá, criado em 1954, era composto pelos vocalistas potiguares Marconi Campos da Silva (violão), Behring Leiros (tantã) e Hilton Acioli (afoxé). Tiveram longa carreira no Brasil e no exterior e, no II Festival de Música Popular Brasileira, realizado em 1966 na TV Record, São Paulo, defenderam com Jair Rodrigues a canção “Disparada”, de Geraldo Vandré, vencedora, juntamente com “A Banda”, de Chico Buarque. Segundo o Dicionário Cravo Albim de Música Popular Brasileira, Marconi, Acioli e Behring “já compuseram centenas de jingles, sendo os dois mais conhecidos, um de propaganda da Varig, e o histórico “Lula lá”, utilizado pelo candidato à Presidência da República pelo PT, Luís Inácio Lula da Silva, quando de sua primeira candidatura à presidência.”

O presente texto foi escrito após conversa com o meu amigo Celso Prudente, a quem agradeço.


A Terra é Redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores.
Ajude-nos a manter esta ideia.
CONTRIBUA

Veja neste link todos artigos de

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
José Micaelson Lacerda Morais Daniel Costa Flávio Aguiar Vinício Carrilho Martinez Alexandre Aragão de Albuquerque Dennis Oliveira Jorge Luiz Souto Maior José Raimundo Trindade Luiz Eduardo Soares Plínio de Arruda Sampaio Jr. João Sette Whitaker Ferreira Eliziário Andrade Manuel Domingos Neto Carla Teixeira Samuel Kilsztajn Gabriel Cohn Ricardo Abramovay Atilio A. Boron Paulo Fernandes Silveira Antonio Martins Ronaldo Tadeu de Souza Leonardo Sacramento Annateresa Fabris Priscila Figueiredo Luiz Carlos Bresser-Pereira Dênis de Moraes Carlos Tautz Thomas Piketty Vanderlei Tenório Francisco Fernandes Ladeira Airton Paschoa Alysson Leandro Mascaro Matheus Silveira de Souza Jean Pierre Chauvin Luiz Renato Martins Fernando Nogueira da Costa Bruno Machado Alexandre de Lima Castro Tranjan Leda Maria Paulani Tales Ab'Sáber Henri Acselrad Tadeu Valadares Eleutério F. S. Prado Chico Whitaker Vladimir Safatle Salem Nasser Maria Rita Kehl Sergio Amadeu da Silveira Remy José Fontana Otaviano Helene Juarez Guimarães Lorenzo Vitral Manchetômetro Julian Rodrigues Andrew Korybko Gilberto Maringoni André Singer Elias Jabbour Daniel Afonso da Silva Paulo Sérgio Pinheiro Michel Goulart da Silva Ricardo Antunes Berenice Bento João Paulo Ayub Fonseca Renato Dagnino Caio Bugiato Mariarosaria Fabris Fernão Pessoa Ramos José Dirceu Celso Frederico Antonino Infranca Luis Felipe Miguel Mário Maestri Lucas Fiaschetti Estevez Alexandre de Oliveira Torres Carrasco Valerio Arcary Francisco Pereira de Farias João Feres Júnior Marcelo Guimarães Lima Bento Prado Jr. Michael Roberts Denilson Cordeiro Gilberto Lopes Luiz Bernardo Pericás Rodrigo de Faria Luís Fernando Vitagliano Sandra Bitencourt André Márcio Neves Soares Ricardo Musse Paulo Martins Ronald Rocha Celso Favaretto Luiz Werneck Vianna José Luís Fiori Antônio Sales Rios Neto Eleonora Albano Marcos Aurélio da Silva Gerson Almeida Milton Pinheiro Tarso Genro Luciano Nascimento Eugênio Bucci Valerio Arcary Rafael R. Ioris Chico Alencar Ronald León Núñez Boaventura de Sousa Santos Francisco de Oliveira Barros Júnior Jorge Branco Flávio R. Kothe Ari Marcelo Solon João Carlos Loebens João Lanari Bo Marilia Pacheco Fiorillo Bruno Fabricio Alcebino da Silva João Carlos Salles Leonardo Boff Igor Felippe Santos José Geraldo Couto José Costa Júnior Rubens Pinto Lyra Heraldo Campos Lincoln Secco Eduardo Borges Marjorie C. Marona Bernardo Ricupero Marcos Silva Marilena Chauí Benicio Viero Schmidt Marcus Ianoni Andrés del Río Walnice Nogueira Galvão Kátia Gerab Baggio José Machado Moita Neto Slavoj Žižek Henry Burnett Liszt Vieira Afrânio Catani Paulo Nogueira Batista Jr Leonardo Avritzer Ladislau Dowbor Armando Boito Luiz Roberto Alves Alexandre de Freitas Barbosa Osvaldo Coggiola Marcelo Módolo Anselm Jappe Paulo Capel Narvai Érico Andrade Eugênio Trivinho Daniel Brazil Fábio Konder Comparato Claudio Katz Ricardo Fabbrini Everaldo de Oliveira Andrade João Adolfo Hansen Jean Marc Von Der Weid Luiz Marques Yuri Martins-Fontes Michael Löwy

NOVAS PUBLICAÇÕES