As eleições intermediárias nos Estados Unidos

Imagem em domínio público. (autor desconhecido)
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por HEATHER COX RICHARDSON*

Os democratas tiveram uma das melhores performances nas eleições intermediárias em tempos recentes

Dois dias após uma eleição em que o Partido Republicano atacou os democratas por causa da inflação, os dados do índice de preços ao consumidor da Secretaria de Estatísticas Trabalhistas dos EUA mostraram que a inflação está diminuindo mais rapidamente do que o esperado. Aumentou apenas 0,4% em outubro, fazendo com que a taxa dos últimos doze meses também tenha ficado abaixo do esperado, em 7,7%.

A bolsa de valores teve seu maior salto desde 2020, com os diferentes índices que os observadores usam para medir a subida do mercado. A média industrial Dow Jones saltou mais de 1.200 pontos, ou 3,7%; o S&P 500 saltou 5,54%; e o Nasdaq Composite subiu 7,35%, o melhor desempenho desde março de 2020.

Numa declaração, o presidente Joe Biden prometeu continuar trabalhando para baixar os preços, mas ressaltou que suas políticas estão surtindo efeito. “Nossa economia reabriu-se, novos empregos estão sendo criados, novos negócios estão crescendo, e, agora, estamos vendo progressos no controle da inflação – com medidas adicionais vigorando brevemente”.

Então Joe Biden parecia atingir os Republicanos interessado em forjar uma maneira de avançar em relação às políticas deles do passado recente, enquanto lembrava também que, para todas queixas sobre a inflação, o único plano deles para resolver o problema era reduzir outra vez os impostos para os ricos. Praticamente nenhum economista disse que o corte de impostos ajudaria a diminuir a inflação, e muitos disseram que tal política, na verdade, a pioraria.

Joe Biden disse: “Trabalharei com qualquer pessoa – democrata ou republicano – em ideias para dar mais tempo para respirar às famílias da classe média e trabalhadoras. E me oporei a qualquer esforço para desfazer minha agenda ou tornar a inflação pior. Estamos no caminho certo – precisamos continuar avançando para construir uma economia de baixo para cima e do meio para fora”.

Joe Biden parecia ter energia para voar longe, embora ele espere ansioso pelo resto de seu mandato, mesmo com esse recente voto de confiança. A 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas está acontecendo neste momento no Egito, e a administração dos EUA anunciou hoje uma nova política para lidar com as mudanças climáticas. Argumentando que as mudanças climáticas e a escassez e danos nas cadeias de abastecimento que trazem criam riscos financeiros significativos para o governo (isto é, para os contribuintes), adiantou um plano para usar o poder do governo federal como o maior comprador mundial de bens e serviços – mais de 630 bilhões de dólares no último ano fiscal – para enfrentar as mudanças climáticas.

Seria necessário que qualquer fornecedor do governo federal que recebesse contratos anuais acima de 7,5 milhões de dólares revelasse suas emissões de gases de efeito estufa, explicasse seus riscos financeiros relacionados com o clima e estabelecesse metas de redução de emissões.

A mudança climática é uma questão chave para a Geração Z, que se manifestou fortemente a favor de Joe Biden na terça-feira, mas a outra grande iniciativa de Joe Biden em benefício deles se deparou hoje com problemas, uma vez que o juiz de um Tribunal Distrital dos EUA, Mark Pittman, nomeado por Donald Trump, declarou ilegal o programa de Biden para aliviar os empréstimos estudantis. O governo já recorreu.

Enquanto isso, a contagem de votos continua. O que está claro é que há uma guerra em erupção no Partido Republicano. Depois que o ex-presidente Donald Trump alcançou uma vitória inesperada em 2016, parecia haver no Partido Republicano uma sensação de que ele tinha descoberto como mobilizar eleitores anteriormente não empenhados em obter vitórias para o Partido Republicano, e os republicanos consagrados cada vez mais se juntaram a seu padrão.

Mas agora ele levou o partido à derrota pela terceira vez. Nas eleições intermediárias de 2018, os republicanos perderam o controle da Câmara, com os democratas ocupando 41 lugares. Em 2020, claro, ele perdeu as eleições, bem como o controle do Senado. E, embora o resultado deste ano ainda não esteja claro, os democratas tiveram uma das melhores performances nas eleições intermediárias em tempos recentes. Repentinamente, Donald Trump parece já não ter uma fórmula mágica.

O nacionalista branco Nick Fuentes disse a seus partidários que a solução para o fato dos republicanos estarem em minoria e continuarem perdendo eleições é estabelecer “uma ditadura”. “Temos que tomar o controle dos meios de comunicação ou tomar o controle do governo e forçar o povo a acreditar naquilo em que acreditamos ou forçá-lo a jogar segundo nossas regras”.

Outros parecem pensar que a resposta é apenas se livrar de Donald Trump, contudo, tal como o congressista Adam Schiff (Califórnia) alertou os republicanos em sua intervenção final no primeiro julgamento de impeachment de Donald Trump: “Se você acha que a Câmara provou este caso e mesmo assim vota para absolver, seu nome estará ligado ao dele com uma corda de aço – e por toda a história”.

Que sua estrela está manchada fica claro hoje não apenas na televisão a cabo e no Twitter, onde usuários de direita se queixaram de seus candidatos escolhidos a dedo, e na Pensilvânia, onde os republicanos foram golpeados pela perda de um lugar no Senado, mas também nos meios de comunicação pertencentes ao criador de reis de direita Rupert Murdoch. O conselho editorial do Wall Street Journal destacou o registro perfeito de Donald Trump sobre a derrota eleitoral e disse: “Trump é o maior derrotado do Partido Republicano”.

Aparentemente atingido, Donald Trump desatou um furioso desabafo na plataforma Truth Social, reivindicando o crédito pelo início de DeSantis na política. Incluía uma afirmação espantosa: “Eu estava totalmente a favor de Ron, e ele venceu Gillum, mas depois da eleição, quando os votos estavam sendo roubados pelo processo eleitoral corrupto no condado de Broward, e Ron estava perdendo dez mil votos por dia, juntamente com o agora senador Rick Scott, eu enviei o FBI e os procuradores dos EUA, e o roubo das urnas terminou imediatamente, pouco antes deles ficarem sem os votos necessários para ganhar. Eu impedi que sua eleição fosse roubada…”.

Aparentemente esta é uma referência às eleições de 2018 que colocaram DeSantis na cadeira de governador no lugar de seu opositor democrata Andrew Gillum. A corrida foi muito apertada: apenas 32.463 dos 9 milhões de votos apurados, cerca de 0,4%, separaram os dois candidatos. Considerando o que sabemos agora sobre a abordagem de Donald Trump em relação aos resultados eleitorais, a alegação de fraude nas eleições de 2018 na Florida foi uma declaração e tanto. Josh Marshall em Talking Points Memo observou que, embora Trump “seja um mentiroso patológico…isto requer alguma explicação, nem que seja apenas uma confirmação clara e definitiva de que isto não aconteceu”.

Os analistas já estão sugerindo o governador da Florida Ron DeSantis como substituto de Trump como candidato presidencial em 2024. Isto é terrivelmente prematuro. Se, de fato, o partido está avançando para além dos anos Trump, parece que ele pode muito bem não se voltar para DeSantis, que, entre outras coisas, ainda está sendo investigado por transportar uma carga aérea de migrantes legais para a ilha Martha’s Vineyard, um ato não apenas cruel, mas possivelmente ilegal.

Haverá muito tempo para se preocupar com 2024. Enquanto isso, Biden e a vice-presidente Kamala Harris falaram num evento do Comitê Nacional Democrático no Howard Theatre em Washington. Harris disse aos participantes que o trabalho deles enviou uma mensagem a todo o mundo: nossa democracia está intacta… Isto é o que tudo indica… Alguns democratas ganharam e alguns republicanos ganharam. É o que acontece quando mais de 100 milhões de americanos participam e votam em eleições livres, justas e abertas… E as pessoas nesta sala e em todo o nosso país tornaram isso possível ao defender os valores básicos americanos: independência, liberdade e o domínio da lei.  E eu acredito que quando você sabe o que você defende, você sabe pelo quê lutar”.

Joe Biden disse aos participantes que os democratas “superaram as probabilidades” nas eleições intermediárias “por uma razão – e isto não é hipérbole –, por causa de vocês… É isso o que eu realmente quero dizer… Vocês acreditaram no sistema. Vocês acreditaram nas instituições. Vocês lutaram bravamente por isso. E isso é a coisa mais importante que aconteceu, a meu ver, nestas eleições. Foram as primeiras eleições nacionais desde 6 de janeiro, e houve muitas preocupações sobre se a democracia passaria ou não no teste”.

“Ela passou. Ela passou. Ela passou”.

*Heather Cox Richardson é professora de história no Boston College (EUA). Autora, entre outros livros, de To make men free: a history of the republican party (Basic Books).

Tradução: Fernando Lima das Neves

Publicado originalmente na newsletter da autora [https://heathercoxrichardson.substack.com/p/november-10-2022?utm_source=substack&utm_medium=email]

Referências


https://twitter.com/nbcnews/status/1224430149011148800

https://www.whitehouse.gov/briefing-room/statements-releases/2022/11/10/statement-by-president-joe-biden-on-the-october-consumer-price-index-report/

https://www.bls.gov/news.release/cpi.nr0.htm

https://www.cnbc.com/2022/11/10/consumer-prices-rose-0point4percent-in-october-less-than-expected-as-inflation-eases.html

https://www.cnbc.com/2022/11/09/stock-market-futures-open-to-close-news.html

https://www.wsj.com/articles/donald-trump-is-the-gops-biggest-loser-midterm-elections-senate-house-congress-republicans-11668034869

https://www.sustainability.gov/federalsustainabilityplan/fed-supplier-rule.html

https://www.whitehouse.gov/briefing-room/statements-releases/2022/11/10/statement-by-white-house-press-secretary-karine-jean-pierre-on-the-district-courts-ruling-on-the-biden-harris-administrations-student-debt-relief-program/

https://www.whitehouse.gov/briefing-room/statements-releases/2022/11/10/fact-sheet-biden-harris-administration-proposes-plan-to-protect-federal-supply-chain-from-climate-related-risks/

https://www.politico.com/election-results/2018/florida/governor/

https://talkingpointsmemo.com/edblog/umm-what-2

https://www.inquirer.com/politics/election/pa-republicans-blame-trump-2022-losses-20221110.html

https://www.cnn.com/2022/11/10/politics/biden-student-loan-forgiveness-struck-down/index.html

https://apnews.com/article/biden-texas-education-donald-trump-student-loans-f2e944d85e95792089fa1e2fb9858287

https://www.rightwingwatch.org/post/nick-fuentes-says-the-results-of-the-2022-elections-prove-why-we-need-a-dictatorship/

https://www.whitehouse.gov/briefing-room/speeches-remarks/2022/11/10/remarks-by-president-biden-and-vice-president-harris-at-a-democratic-national-committee-event/

https://www.whitehouse.gov/briefing-room/statements-releases/2022/11/10/fact-sheet-biden-harris-administration-proposes-plan-to-protect-federal-supply-chain-from-climate-related-risks/

 

O site A Terra é Redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores. Ajude-nos a manter esta ideia.
Clique aqui e veja como

Veja neste link todos artigos de

10 MAIS LIDOS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

__________________
  • A hora da estrela – trinta e nove anos depoisclareice 20/05/2024 Por LEANDRO ANTOGNOLI CALEFFI: Considerações sobre o filme de Suzana Amaral, em exibição nos cinemas
  • O bolsonarismo pode voltar ao poder?Valério Arcary 24/05/2024 Por VALERIO ARCARY: O lulismo, ou lealdade política à experiência dos governos liderados pelo PT, permitiu conquistar o apoio entre os muito pobres. Mas a esquerda, embora mantenha posições, perdeu a hegemonia sobre sua base social de massas original.
  • O agonizante fim do sionismodistante 22/05/2024 Por SAMUEL KILSZTAJN: O judaísmo não pode ser protegido por furiosos militares israelenses, pois tudo o que os militares fazem é semear tristeza e colher ódio
  • A “multipolaridade” e o declínio crônico do OcidenteJosé Luís Fiori 17/05/2024 Por JOSÉ LUÍS FIORI: A defesa da multipolaridade será cada vez mais a bandeira dos países e dos povos que se insurgem neste momento contra o imperium militar global exercido pelo Ocidente
  • Como mentir com estatísticascadeira 51 18/05/2024 Por AQUILES MELO: Os números apresentados pelo governo federal aos servidores da educação em greve mais confundem do que explicam, demonstrando, assim, desinteresse na resolução do problema
  • O legado de uma década perdidaRenato Janine Ribeiro 22/05/2024 Por RENATO JANINE RIBEIRO: A esquerda é inteiramente representativa do senso comum de nossa sociedade – tudo de bom que acontece, e tudo de ruim, é só do Presidente
  • De Hermann Cohen a Hannah Arendtcultura barcos a vela 18/05/2024 Por ARI MARCELO SOLON: Comentário sobre o livro de Miguel Vatter
  • A universidade operacionalMarilena Chauí 2 13/05/2024 Por MARILENA CHAUI: A universidade operacional, em termos universitários, é a expressão mais alta do neoliberalismo
  • Realizando a filosofia — Marx, Lukács e a Escola de…toca discos 25/05/2024 Por ANDREW FEENBERG: A filosofia da práxis é significativa hoje como a tentativa mais desenvolvida dentro do marxismo de refletir sobre as consequências da racionalização da sociedade sob o capitalismo
  • Guaíba – rio ou lago?Rio Guaíba 24/05/2024 Por JOÃO HÉLIO FERREIRA PES: É importante definir juridicamente se o Guaíba é rio ou lago para fins de uma eficaz implantação das políticas públicas de proteção de suas margens

AUTORES

TEMAS

NOVAS PUBLICAÇÕES