As ideias precisam circular. Ajude A Terra é Redonda a seguir fazendo isso.

Carlos R. V. Cirne Lima (1931-2020)

Carlos Zilio, PRATO, 1972, tinta industrial sobre porcelana, ø 24cm
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por KATIA MARKO*

Comentário sobre a edição das Obras completas do filósofo gaúcho

Em meio a tantas notícias tristes, nestes tempos pandêmicos, recebo nesta quarta-feira (01/07) fria mais uma, a partida de Carlos Roberto Velho Cirne Lima, um dos maiores filósofos contemporâneos. Ele completou 89 anos no dia 1º de junho e ainda conseguiu ver toda a sua obra reunida em um site [http://carloscirnelima.org/site_2020/], trabalho incansável de sua parceira de vida Maria Tomaselli.

Por quase um ano, tive a grande honra e o prazer de trabalhar como assistente editorial da livreira Ivete Keil, da Editora Escritos, na edição da Obra Completa do professor Cirne Lima. O primeiro encontro, no aconchegante apartamento da rua Erico Veríssimo foi apaixonante. Fomos recebidas, eu e Ivete, por Maria Tomaselli, grande artista plástica que ilustrou as capas dos cinco volumes. Foram tardes muito agradáveis na companhia desse casal. Ouvir suas histórias me encantava.

Desde os seus tempos de estudante, quando contava com orgulho os anos em que foi sacerdote jesuíta, colega do Papa Bento XVI (na época apenas o jovem Joseph Ratzinger), e aluno do teólogo Karl Rahner, um dos grandes expoentes do início dos trabalhos do Concílio Vaticano II, e de suas divergências com Rahner e Ratzinger a respeito do conceito de Deus, o que o fez decidir sair da Companhia de Jesus e continuar carreira acadêmica na filosofia. Ou então se lembrava de seu trabalho na antiga Borregar em Guaíba [primeiro nome da Aracruz] ou ainda dos anos que ele e Maria passavam viajando de um lugar para outro, fugindo dos militares, na época da ditadura. Todas as histórias contadas com muito humor.

O trabalho editorial não foi dos mais fáceis, horas e horas de edição, precisava muita atenção, mas o contato com essa obra filosófica me ensinou muito. No texto de apresentação da obra completa, que fui convidada a escrever, destaquei “Carlos Roberto Velho Cirne Lima é um dos maiores filósofos contemporâneos brasileiros. A chegada de sua Obra completa é um sopro de vida e lucidez num cenário mundial de caos e crise humanitária. Quais as soluções? Podemos citar várias, sejam políticas, econômicas ou sociais. Mas, sem dúvida, a principal é mais Ética, mais Filosofia”. Hoje relendo não poderia estar mais atual. Sim, em meio a tantas incertezas, mortes, desespero, ódio, precisamos resgatar os valores mais essenciais do ser humano. E, tenho certeza, que a obra de Cirne Lima tem muito a nos dizer sobre isso.

Ainda destacava a apresentação, “os livros tratam de questões filosóficas de uma perspectiva inédita, expondo todo um contexto histórico do Brasil e do Rio Grande do Sul, sem qualquer preconceito ou xenofobia. A sua obra mostra a evolução da filosofia que começou como filosofia neotomista católica dos Jesuítas de São Leopoldo e Anchieta, herdada do seu pai, e vai evoluindo para uma posição contemporânea que é panteísta, universalista”.

Cirne dizia que sua filosofia não era contemporânea no sentido usual, porque tem muita gente que chama de filosofia contemporânea somente aquela que ficou matematizada. “Muitos ex-tomistas foram para uma Filosofia matemática. Escrevem livros de fórmulas, ou tem deus ou não tem, mas é tudo em fórmula, é a filosofia que eles chamam de “analítica”. É essa filosofia que os alunos e os jovens professores aprendem hoje. Já a filosofia católica foi perdendo cada vez mais influência, quase desaparecendo. Com isso, foram nascendo as filosofias pentecostais, que são de origem americana. Então, as pentecostais têm deus, têm religião, têm toda uma estrutura religiosa, estrutura legal, igrejas, mas não tem filosofia. Eles não têm problemas filosóficos, eles não têm dúvidas, as dúvidas são religiosas, crer ou não crer.” O que nos ajuda muito a compreender as igrejas pentecostais na atualidade.

*Katia Marko é jornalista.

Referência

Carlos R. V. Cirne Lima. Obra completa. Disponível em [http://carloscirnelima.org/site_2020/obra.html]
Publicado originalmente no site Brasil de Fato.
[https://www.brasildefators.com.br/2020/07/01/artigo-perdemos-um-dos-maiores-filosofos-contemporaneos]

 

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Atilio A. Boron Maria Rita Kehl José Costa Júnior José Raimundo Trindade Bento Prado Jr. Fábio Konder Comparato Alysson Leandro Mascaro Heraldo Campos Lucas Fiaschetti Estevez Francisco de Oliveira Barros Júnior Vladimir Safatle Vinício Carrilho Martinez Bernardo Ricupero Renato Dagnino Jean Marc Von Der Weid Marcos Silva Celso Favaretto Luiz Costa Lima Mário Maestri Milton Pinheiro José Dirceu Marcus Ianoni Claudio Katz Thomas Piketty Luiz Eduardo Soares Carla Teixeira Marilena Chauí Manchetômetro Alexandre de Freitas Barbosa Mariarosaria Fabris Luis Felipe Miguel Jorge Luiz Souto Maior Marcos Aurélio da Silva José Geraldo Couto Paulo Capel Narvai Manuel Domingos Neto Andrew Korybko Eliziário Andrade Luiz Carlos Bresser-Pereira Salem Nasser Liszt Vieira Annateresa Fabris Marcelo Guimarães Lima Rubens Pinto Lyra Gilberto Lopes Luiz Marques João Paulo Ayub Fonseca Daniel Costa Anderson Alves Esteves Antônio Sales Rios Neto Sandra Bitencourt Alexandre de Lima Castro Tranjan Airton Paschoa André Singer Paulo Martins Benicio Viero Schmidt Plínio de Arruda Sampaio Jr. Elias Jabbour Leonardo Boff Paulo Sérgio Pinheiro Ricardo Musse Francisco Pereira de Farias Igor Felippe Santos João Carlos Loebens Chico Alencar Tarso Genro Armando Boito Kátia Gerab Baggio Chico Whitaker José Micaelson Lacerda Morais Lincoln Secco Leonardo Avritzer Vanderlei Tenório Rafael R. Ioris Eugênio Bucci Boaventura de Sousa Santos Jorge Branco Luiz Werneck Vianna Carlos Tautz Luciano Nascimento Alexandre Aragão de Albuquerque Ricardo Fabbrini Eleonora Albano Denilson Cordeiro Daniel Afonso da Silva Luís Fernando Vitagliano Flávio R. Kothe Anselm Jappe Paulo Fernandes Silveira João Feres Júnior Walnice Nogueira Galvão Ricardo Abramovay Tadeu Valadares Michael Roberts Eduardo Borges João Sette Whitaker Ferreira Flávio Aguiar Henry Burnett João Carlos Salles Julian Rodrigues Érico Andrade Roberto Noritomi Caio Bugiato João Adolfo Hansen Slavoj Žižek Francisco Fernandes Ladeira Valerio Arcary Yuri Martins-Fontes Henri Acselrad Marcelo Módolo Fernando Nogueira da Costa Luiz Roberto Alves Priscila Figueiredo Afrânio Catani Remy José Fontana Eleutério F. S. Prado Otaviano Helene José Machado Moita Neto João Lanari Bo Ricardo Antunes Berenice Bento Michael Löwy Ari Marcelo Solon Gilberto Maringoni Marjorie C. Marona Luiz Renato Martins Antonio Martins Ladislau Dowbor Jean Pierre Chauvin Dênis de Moraes Marilia Pacheco Fiorillo Paulo Nogueira Batista Jr Fernão Pessoa Ramos Celso Frederico Gerson Almeida Dennis Oliveira Gabriel Cohn Ronald Rocha José Luís Fiori Eugênio Trivinho Daniel Brazil Valério Arcary Luiz Bernardo Pericás Sergio Amadeu da Silveira Samuel Kilsztajn Leonardo Sacramento Ronaldo Tadeu de Souza Osvaldo Coggiola Bruno Fabricio Alcebino da Silva Everaldo de Oliveira Andrade André Márcio Neves Soares Bruno Machado Ronald León Núñez Juarez Guimarães Lorenzo Vitral Leda Maria Paulani Antonino Infranca Rodrigo de Faria Roberto Bueno Tales Ab'Sáber

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada