As ideias precisam circular. Ajude A Terra é Redonda a seguir fazendo isso.

Sobre rankings universitários

Imagem: Guillaume Meurice
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por JOÃO DOS REIS SILVA JÚNIOR*

Tudo isso feito por nós mesmos, transformando nossos colegas em concorrentes e nossas instituições em adversárias

Por meio de conversas com colegas no cotidiano, grupos e redes sociais, uma contradição causou-me mal-estar proveniente de um problema que parece não estar sendo percebido pelos meus pares nas universidades. Recentemente, nos e-mails, facebook, whatsapp e também no instagram, colegas pesquisadores socializaram o ranking acadêmico da THE (Times Higher Education) com as 20 melhores universidades da América Latina. No entanto, em vez de esclarecerem como funciona tal ranking, propagaram a tabela classificatória como propaganda das universidades em que trabalham. É nesse ato de socialização dos rankings que mora minha inquietação.

Sobre tal incômodo, fiz rápida pesquisa sobre os critérios de avaliação dos principais rankings internacionais de Educação Superior. Durante a pesquisa, notei um fato importante, o Banco Mundial (BM) indica como parâmetro três grupos que realizam ranqueamentos acadêmicos, sendo eles as principais referências no campo: o Ranking Acadêmico das Universidades Mundiais (ARWU), o Conselho de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior de Taiwan (HEEACT) e a Times Higher Education (THE). Os três rankings possuem semelhanças em suas métricas, tais como: número de publicações dos pesquisadores nos principais periódicos internacionais e o número de citações dessas publicações por pesquisador, e número geral de citações por instituição acadêmica.

Nessa coincidência, localizamos outro fenômeno, o oligopólio de editoras científicas, pois, dos cinco principais critérios de avaliação de cada ranking, três consistem dos coeficientes de publicações e citações nos principais periódicos globais, os quais pertencem a seis editoras: Reed-Elsevier, Thomsom Reuters, Wolter Kluwer, Springer Nature, Wiley-Blackwell e Sage Publishing.

Essas editoras mantêm hegemonia no ramo da indústria editorial científica, porque detêm 237 dos periódicos internacionais que classificamos como Qualis A1 (78,55% do total). Além disso, essas editoras cobram taxas de publicação que variam entre US$ 100 e US$ 5.000 (dólares americanos), totalizando, apenas nesses seis grupos, em 2020, receita superior a US$ 20 bilhões. Curiosamente, são editoras centenárias, pois cinco dessas seis têm origem no século XIX.

Resumidamente, os rankings compartilhados pelos professores e pesquisadores brasileiros nas redes sociais têm influência do Banco Mundial e medem a capacidade científica das instituições por meio de coeficientes provenientes de publicações em periódicos de grupos com capital aberto nas bolsas de valores internacionais.

Exposto isso, é necessário indagar quais as consequências de socializarmos, acriticamente, tais rankings? Maior competição entre os pares; maior competição entre as instituições; constituição de um mercado; maior busca de financiamento para pesquisas junto à iniciativa privada; maior produtivismo acadêmico; mais adoecimento de trabalhadores da ciência; maior adoção pelas Universidades estatais públicas da lógica do mercado.

Tudo isso feito por nós mesmos, transformando nossos colegas em concorrentes e nossas instituições em adversárias. Movimento diametralmente oposto ao de crítica política a essa racionalidade fortalecida e implementada pela CAPES desde meados da década de 1990, pelo visto, hoje consolidada e institucionalizada. Vamos postar e disseminar o resultado de nosso trabalho e evitar nos confundir com nossa própria epifania.

*João dos Reis Silva Júnior é professor titular do Departamento de Educação da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

 

O site A Terra é Redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores. Ajude-nos a manter esta ideia.
Clique aqui e veja como

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Bernardo Ricupero Vinício Carrilho Martinez João Carlos Loebens Paulo Capel Narvai Celso Favaretto Chico Whitaker Fernando Nogueira da Costa Manchetômetro Lincoln Secco Luiz Roberto Alves Benicio Viero Schmidt Ricardo Abramovay João Sette Whitaker Ferreira Tadeu Valadares Leonardo Sacramento José Costa Júnior João Carlos Salles Andrew Korybko Gilberto Maringoni Slavoj Žižek Gilberto Lopes Anderson Alves Esteves Valério Arcary Julian Rodrigues Luiz Renato Martins Luiz Carlos Bresser-Pereira Luciano Nascimento Luiz Marques Dênis de Moraes Rafael R. Ioris Denilson Cordeiro Valerio Arcary Boaventura de Sousa Santos João Feres Júnior João Lanari Bo Eleutério F. S. Prado Carlos Tautz Marcos Silva Bruno Fabricio Alcebino da Silva Marcos Aurélio da Silva José Dirceu Salem Nasser Bento Prado Jr. Ari Marcelo Solon Sandra Bitencourt Rodrigo de Faria Antonio Martins Ricardo Fabbrini Anselm Jappe Jean Pierre Chauvin Alysson Leandro Mascaro André Singer Daniel Afonso da Silva Ladislau Dowbor José Luís Fiori Ronaldo Tadeu de Souza Priscila Figueiredo Leonardo Boff Sergio Amadeu da Silveira Luiz Bernardo Pericás Luiz Eduardo Soares Fábio Konder Comparato Igor Felippe Santos Carla Teixeira Marilia Pacheco Fiorillo Luis Felipe Miguel Gerson Almeida Kátia Gerab Baggio Vladimir Safatle Antonino Infranca Paulo Nogueira Batista Jr Henry Burnett Lorenzo Vitral Francisco de Oliveira Barros Júnior Heraldo Campos Plínio de Arruda Sampaio Jr. Armando Boito Marcus Ianoni Mário Maestri José Machado Moita Neto Alexandre de Lima Castro Tranjan Alexandre Aragão de Albuquerque Berenice Bento Jean Marc Von Der Weid Airton Paschoa Henri Acselrad Ronald León Núñez Paulo Fernandes Silveira Caio Bugiato Jorge Branco Afrânio Catani Dennis Oliveira Samuel Kilsztajn Remy José Fontana Juarez Guimarães Vanderlei Tenório Paulo Sérgio Pinheiro Everaldo de Oliveira Andrade Ronald Rocha Michael Roberts Flávio Aguiar Yuri Martins-Fontes Érico Andrade Chico Alencar Jorge Luiz Souto Maior Marcelo Guimarães Lima Michael Löwy Mariarosaria Fabris Daniel Costa Claudio Katz Tarso Genro Annateresa Fabris Francisco Fernandes Ladeira Gabriel Cohn Alexandre de Freitas Barbosa Eleonora Albano Roberto Bueno Otaviano Helene Eliziário Andrade Walnice Nogueira Galvão João Adolfo Hansen Milton Pinheiro Ricardo Antunes Luiz Costa Lima Elias Jabbour Eduardo Borges Renato Dagnino Paulo Martins Maria Rita Kehl João Paulo Ayub Fonseca Luís Fernando Vitagliano Roberto Noritomi Eugênio Bucci Flávio R. Kothe Daniel Brazil Francisco Pereira de Farias Ricardo Musse Osvaldo Coggiola Fernão Pessoa Ramos Thomas Piketty Luiz Werneck Vianna Manuel Domingos Neto André Márcio Neves Soares Leonardo Avritzer Celso Frederico Antônio Sales Rios Neto Marcelo Módolo Marilena Chauí Atilio A. Boron Bruno Machado Leda Maria Paulani Lucas Fiaschetti Estevez José Micaelson Lacerda Morais Liszt Vieira José Raimundo Trindade Rubens Pinto Lyra Marjorie C. Marona José Geraldo Couto Eugênio Trivinho Tales Ab'Sáber

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada