A cena brasileira – XIX

Imagem: Lucas de Jesus Ferreira
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por BENÍCIO VIERO SCHMIDT*

Comentários sobre acontecimentos recentes

No atual recesso de meio de ano do Congresso Nacional a aparente quietude segue marcada por clivagens entre forças antagônicas, especialmente sobre a possibilidade do voto impresso e a adoção do “distritão” como substituto do sistema proporcional em eleições legislativas. surgindo sutis dissenções entre todas as forças políticas.

Quadros salientes do sistema político vão ameaçando seus dirigentes partidários com a troca de camisas, como é o caso de Rodrigo Pacheco que insinua-se ao PSD, estando ainda no DEM; o vice-presidente da Câmara Federal (Marcelo Ramos, PL/AM) abre possibilidade de encaminhamento do impeachment de Bolsonaro; o MDB agita o noticiário com a alusão ao nome da senadora Simone Tebet como sua candidata à “terceira via”, e assim por diante.

Para quebrar a monotonia das estapafúrdias declarações diárias de Bolsonaro em seu cercadinho, o governo federal anuncia troca de ministros e recriação do Ministério do Trabalho, com outro nome de ocasião, alusivo ao emprego”, em um país com mais de 14 milhões de desempregados e outro tanto de desalentados.

Nas mudanças fica evidenciada a perda de poder relativo de Paulo Guedes, que presencia, finalmente, ao esquartejamento de seu superministério da Economia.

O presidente Bolsonaro indicou o atual procurador-geral da republica (PGR) para um novo mandato de 2 anos no cargo; indicação publicada no Diário Oficial da União em 21 de julho corrente. Indicação que não conta com apoio de muitos senadores, liderados por David Alcolhumbre. O fato alude à possibilidades de dissenções na hora da votação do Senado Federal, tanto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), como no plenário. A recondução exige o mínimo de 41 votos favoráveis É a segunda vez que Bolsonaro ignora a lista tríplice fornecida pela Associação Nacional dos Procuradores da República (Luiza Frischeisen, Mario Bonsaglia e Nicolao Dino), quebrando tradição iniciada em 2003 pelo presidente Lula.

A PEC-125, que tem a deputada Renata Abreu como relatora, vai firmando convicção e forjando maioria junto aos deputados; e certamente favoritismo no Senado Federal. Trata-se da adoção do “distritão” nas eleições legislativas, em substituição ao sistema proporcional vigente.

Neste novo sistema, a ser adotado até a data-limite de 2 de outubro- um ano antes das eleições de 2022 – os mais votados, independente do partido e do quociente eleitoral, são os vencedores das eleições. A medida é tida como passo intermediário para a adoção dos sistema distrital misto (metade dos escolhidos por voto majoritário e metade pelo sistema proporcional) que seria adotado a partir das eleições de 2026.

A medida, uma vez aprovada sob a forma de emenda constitucional, diminui o poder dos partidos e de seus dirigentes, consagrando o mecanismo de atração de celebridades para a competição eleitoral. Uma forma mais fácil e barata de acionar campanhas para eleições legislativas; justamente a partir dos fatos consagrados pela sociedade de massas. Um retrocesso no âmbito partidário e do esclarecimento necessário de clivagens ideológicas, que desaparecerão nas campanhas.

Por último, destaque-se a manifestação indireta do Ministro da Defesa ao presidente do Congresso Nacional sobre o voto impresso, necessariamente presente às eleições do próximo ano. Autoridades reagiram e o voto impresso provoca novas manifestações da maioria dos partidos políticos, reiterando a confiabilidade das urnas eletrônicas. Mais um sensível desgaste dos militares frente à opinião pública e ao mundo dos políticos profissionais.

*Benicio Viero Schmidt é professor aposentado de sociologia na UnB e consultor da Empower Consult. Autor, entre outros livros, de O Estado e a política urbana no Brasil (LP&M).

 

Veja neste link todos artigos de

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
João Sette Whitaker Ferreira Elias Jabbour Gilberto Maringoni Valerio Arcary Jean Marc Von Der Weid Remy José Fontana Eugênio Bucci José Costa Júnior Renato Dagnino Carla Teixeira Gerson Almeida Marcos Silva Andrés del Río Annateresa Fabris Liszt Vieira Thomas Piketty Eliziário Andrade Gilberto Lopes Anselm Jappe Marcus Ianoni João Lanari Bo Luiz Marques Kátia Gerab Baggio Gabriel Cohn Denilson Cordeiro Maria Rita Kehl Lincoln Secco João Carlos Loebens Fábio Konder Comparato Flávio R. Kothe Lucas Fiaschetti Estevez Marjorie C. Marona Julian Rodrigues Manchetômetro Marcos Aurélio da Silva Mariarosaria Fabris Dennis Oliveira Valerio Arcary Celso Frederico Ricardo Fabbrini Daniel Costa Milton Pinheiro Rubens Pinto Lyra Rafael R. Ioris Igor Felippe Santos Bento Prado Jr. Bruno Machado Luiz Werneck Vianna Sandra Bitencourt José Raimundo Trindade Boaventura de Sousa Santos Flávio Aguiar Ronald Rocha Leda Maria Paulani Luiz Roberto Alves Carlos Tautz Heraldo Campos Claudio Katz Caio Bugiato Yuri Martins-Fontes Bruno Fabricio Alcebino da Silva Everaldo de Oliveira Andrade Alexandre de Lima Castro Tranjan Sergio Amadeu da Silveira Michael Löwy José Dirceu Marcelo Guimarães Lima Ricardo Musse Paulo Fernandes Silveira Luciano Nascimento Salem Nasser Osvaldo Coggiola Ricardo Abramovay José Machado Moita Neto Marilia Pacheco Fiorillo Antônio Sales Rios Neto Eugênio Trivinho Luiz Eduardo Soares Luiz Renato Martins Alysson Leandro Mascaro Luis Felipe Miguel Paulo Capel Narvai Luiz Carlos Bresser-Pereira Ricardo Antunes Ladislau Dowbor Lorenzo Vitral Paulo Sérgio Pinheiro Alexandre de Freitas Barbosa Benicio Viero Schmidt Priscila Figueiredo Marcelo Módolo Vladimir Safatle Francisco de Oliveira Barros Júnior Antonino Infranca Celso Favaretto Vanderlei Tenório Michel Goulart da Silva Dênis de Moraes Rodrigo de Faria André Singer Francisco Pereira de Farias Jorge Branco Otaviano Helene Francisco Fernandes Ladeira André Márcio Neves Soares Tales Ab'Sáber Berenice Bento José Luís Fiori João Paulo Ayub Fonseca João Carlos Salles Walnice Nogueira Galvão Fernão Pessoa Ramos José Geraldo Couto Juarez Guimarães Eleonora Albano Plínio de Arruda Sampaio Jr. Fernando Nogueira da Costa Jorge Luiz Souto Maior Paulo Martins Matheus Silveira de Souza Henri Acselrad Luiz Bernardo Pericás Leonardo Boff Chico Whitaker Ari Marcelo Solon Paulo Nogueira Batista Jr José Micaelson Lacerda Morais Samuel Kilsztajn Bernardo Ricupero Armando Boito Ronald León Núñez Érico Andrade Slavoj Žižek Atilio A. Boron João Adolfo Hansen Antonio Martins Vinício Carrilho Martinez Alexandre Aragão de Albuquerque Henry Burnett Airton Paschoa Chico Alencar Leonardo Sacramento Anderson Alves Esteves Mário Maestri Afrânio Catani Michael Roberts Luís Fernando Vitagliano Tarso Genro Ronaldo Tadeu de Souza Daniel Brazil Andrew Korybko Manuel Domingos Neto Jean Pierre Chauvin Marilena Chauí Daniel Afonso da Silva Tadeu Valadares João Feres Júnior Eduardo Borges Eleutério F. S. Prado Leonardo Avritzer

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada