As ideias precisam circular. Ajude A Terra é Redonda a seguir fazendo isso.

Desigualdades

Richard Wright, Figura 4 sem título.
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por ALDO PAVIANI*

As muitas assimetrias entre pobres e ricos no Brasil

A Constituição brasileira é clara ao assegurar que “Todos são iguais perante a lei”. Esse artigo da Lei Maior está inscrito no artigo 5o., e se encontra bem explicitado ao longo de setenta e oito incisos. Os constituintes não poderiam ter sido mais claros, sendo minuciosos, detalhando todas as possibilidades para os cidadãos. Por isso, não há como passar por cima da Lei Magna, em tese.

À luz do dia, contudo, todos sabem que a igualdade tem que ser buscada incessantemente, em razão do que presenciamos ao nosso redor. Para o bem de todos, a igualdade deveria ser a encontrada em cada rincão do território nacional. Deveria, mas não é por multifacetadas e multiformes razões. Uma dessas razões é porque os seres humanos não são perfeitos e muitos são inclinados ao egoísmo quando se trata de “ter” ou de “ser”.

Considera-se genericamente os homens inclinados a se considerarem diversos em termos de posses materiais ou imateriais. Há os que se empenham em ter bens que lhe tragam conforto, em certas circunstâncias, superiores às suas necessidades cotidianas. Uma casa maior, que se situe em bairro de prestígio; o carro do ano, que o diferencie na vizinhança; a roupa de grife por estar na moda e assim por diante. Isso revela propensão para a desigualdade em termos formais.

Em países colonizados por europeus ainda podem-se encontrar desigualdades étnicas (ditas raciais), em razão de os povos originários (tidos como indígenas) possuem sua própria cultura, hábitos e crenças. O dominador, em todos os quadrantes do território, tende a querer impor suas regras sobre todas essas características, como acontece quando se fala em “aculturação”. Diga-se que nem sempre isso funciona dessa forma. Não há aculturação possível quando as etnias estão inseridas na proteção legal ou na resistência das estruturas existentes em seu domínio há séculos.

Por outro lado, no meio urbano, não será difícil encontrar desigualdades entre pessoas e situações em que elas se encontram. Um exemplo clássico pode se notar no acesso à informação. Os que estão em melhor posição social possuem todas as condições de estar bem-informados. Podem ler jornais e informativos de qualquer parte do mundo porque possuem equipamento correspondente para o acesso desejado. O poder aquisitivo de muitas pessoas facilita a compra de livros de interesse, no mesmo dia do lançamento.  Mas, para as pessoas de baixo poder aquisitivo (pobres) o acesso a livros não é fácil. Ou frequentam bibliotecas públicas, de universidades ou em pontos de ônibus como já se notou em Brasília.

Ainda no meio urbano, as desigualdades podem ser notadas nas estruturas de habitação. Nas metrópoles, o centro urbano geralmente atrai construções em altura com a oferta de apartamentos de variados tamanhos. Há edifícios com um mix de imóveis de um a quatro quartos, favorecendo a aquisição por diferentes estratos da população. Isso não revela grandes disparidades sociais porque quem aluga ou compra um imóvel o faz de acordo com seu poder aquisitivo ou capacidade de pagar prestações a médio ou longo prazo.

Em contraste, por vezes não muito distante de prédios de luxo, estão as comunidades pobres com habitações feitas com materiais já utilizados em obras como tábuas, telhas de amianto (com uso condenado) ou placas de cimento. É emblemática, a esse respeito, uma fotografia aérea que mostra o contraste entre um prédio de muitos andares no Morumbi, com piscina na varanda, contrastando ao fundo com a comunidade de Paraisópolis (tida como favela, com mais de 40 mil habitantes), ao sul da capital paulista. Notabilizada como a segunda comunidade pobres de São Paulo, é notória a desigualdade do padrão construtivo entre os ricos dos prédios do Morumbi e dos barracos das pessoas desvalidas de Paraisópolis.

Há também desigualdades expressivas na alimentação dos brasileiros. Constata-se que há diferenças também nos centros urbanos entre o local de alimentação de pobres e ricos. É um truísmo afirmar que a camada mais abonada tem acesso a bons restaurantes ou pode adquirir variada gama de alimentos em feiras ou supermercados. As pessoas pobres não podem comprar frutas, verduras, carnes, peixes e produtos enlatados. Isso é da alçada dos que possuem bom poder aquisitivo. Por isso, a dieta dos empobrecidos, é insatisfatória quanto à capacidade nutritiva e pode ser causa de enfraquecimento físico em crianças e jovens, podendo causar mal formação física e mental. Esse quadro de insuficiência alimentar pode ser responsável por atraso escolar ou na formação corporal dos desnutridos na infância e adolescência. Portanto, essa questão é de saúde pública e deve ser levada em conta pelos governantes. Urge tomar as devidas providências para que todos tenham acesso à alimentação equilibrada e saudável para que as pessoas consumindo boa alimentação possam completar seus estudos e posterior inserção em atividades produtivas e de serviços.

*Aldo Paviani, geógrafo, é Professor Emérito da Universidade de Brasília (UnB).

 

AUTORES

TEMAS

MAIS AUTORES

Lista aleatória de 160 entre mais de 1.900 autores.
Leda Maria Paulani Celso Favaretto Gilberto Maringoni Liszt Vieira Luís Fernando Vitagliano Luiz Renato Martins Jorge Branco Igor Felippe Santos Milton Pinheiro Alexandre de Freitas Barbosa Manchetômetro Luiz Carlos Bresser-Pereira Everaldo de Oliveira Andrade José Costa Júnior Eleutério F. S. Prado José Dirceu Airton Paschoa Berenice Bento Samuel Kilsztajn Benicio Viero Schmidt Ronald León Núñez Flávio R. Kothe Paulo Nogueira Batista Jr Celso Frederico Francisco Pereira de Farias Marcelo Módolo Marcos Aurélio da Silva Osvaldo Coggiola Manuel Domingos Neto Afrânio Catani Daniel Brazil Daniel Costa Alysson Leandro Mascaro José Luís Fiori André Singer Fábio Konder Comparato Claudio Katz Boaventura de Sousa Santos Lincoln Secco Chico Whitaker Otaviano Helene João Lanari Bo Mário Maestri Leonardo Sacramento Luciano Nascimento Luiz Marques Luiz Werneck Vianna Lorenzo Vitral Eleonora Albano Luiz Eduardo Soares Marcos Silva André Márcio Neves Soares João Carlos Loebens Bento Prado Jr. Michael Löwy Slavoj Žižek Gilberto Lopes Yuri Martins-Fontes Paulo Capel Narvai Dennis Oliveira Lucas Fiaschetti Estevez Priscila Figueiredo João Paulo Ayub Fonseca Roberto Bueno Salem Nasser Luiz Roberto Alves Paulo Fernandes Silveira Tarso Genro Ronaldo Tadeu de Souza Juarez Guimarães Walnice Nogueira Galvão Vladimir Safatle Jean Marc Von Der Weid Mariarosaria Fabris João Adolfo Hansen Jorge Luiz Souto Maior Alexandre Aragão de Albuquerque Andrew Korybko Marilena Chauí Fernando Nogueira da Costa Gerson Almeida Tadeu Valadares José Raimundo Trindade Thomas Piketty Flávio Aguiar Eliziário Andrade Ricardo Musse Marcelo Guimarães Lima Vinício Carrilho Martinez Michael Roberts Bruno Fabricio Alcebino da Silva Érico Andrade Paulo Martins Bruno Machado José Machado Moita Neto Ricardo Fabbrini Eugênio Trivinho Remy José Fontana Maria Rita Kehl Gabriel Cohn Marcus Ianoni Leonardo Avritzer Atilio A. Boron Anselm Jappe Henri Acselrad Carla Teixeira Heraldo Campos Carlos Tautz Anderson Alves Esteves Ari Marcelo Solon Renato Dagnino Antonino Infranca Francisco Fernandes Ladeira João Sette Whitaker Ferreira Ricardo Antunes Antonio Martins Ladislau Dowbor Paulo Sérgio Pinheiro Chico Alencar Luis Felipe Miguel Sandra Bitencourt Sergio Amadeu da Silveira João Feres Júnior Elias Jabbour Daniel Afonso da Silva Rafael R. Ioris Fernão Pessoa Ramos Rubens Pinto Lyra Valério Arcary Caio Bugiato Denilson Cordeiro Eugênio Bucci Tales Ab'Sáber Marjorie C. Marona Roberto Noritomi Bernardo Ricupero Kátia Gerab Baggio Ricardo Abramovay Dênis de Moraes Henry Burnett Alexandre de Lima Castro Tranjan Rodrigo de Faria Vanderlei Tenório José Micaelson Lacerda Morais Plínio de Arruda Sampaio Jr. Eduardo Borges Francisco de Oliveira Barros Júnior José Geraldo Couto Armando Boito Leonardo Boff Luiz Bernardo Pericás João Carlos Salles Julian Rodrigues Luiz Costa Lima Marilia Pacheco Fiorillo Annateresa Fabris Ronald Rocha Valerio Arcary Jean Pierre Chauvin Antônio Sales Rios Neto

NOVAS PUBLICAÇÕES

Pesquisa detalhada