Por que os cristãos apedrejam?

Imagem_Paulinho Fluxuz
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por ÉRICO ANDRADE*

Quando optam por condenar uma criança de dez anos os cristãos não apenas atiram a primeira pedra como reservam para si o monopólio da hipocrisia

Só há uma palavra para descrever a postura dos fundamentalistas evangélicos no ato de extrema direita realizado no hospital CISAM em Recife: violência. Gritar a plenos pulmões que uma criança brutalmente violentada durante anos é assassina por decidir interromper uma gravidez, que lhe foi violentamente imposta, é mais um sinal de que não há mais um solo comum entre as pessoas no Brasil.

E quem retirou esse solo foi o lado direito do cristianismo. Não apenas os protestantes. Os católicos vociferaram e praguejaram contra a menina. A crença de que a verdade cristã está acima de todos e, sobretudo, de todas governa essas pessoas para uma radicalidade que dilacera o Brasil.Trata-se de uma concepção da verdade que recusa a validade de qualquer contexto. Ela é, portanto, absoluta.

Desse caráter absoluto da verdade se segue uma estrutura argumentativa cuja estrutura é a falsa simetria. Nessa perspectiva, esse tipo de cristianismo sectário compreende que o feto teria o mesmo patamar de direito que a criança violentada; como se se tratassem de posições simétricas, iguais.Por conseguinte, a criança deveria ser obrigada, mesmo que corra risco de morte, a parir a materialidade da violência que sofreu. Essa postura por não admitir exceção não se conforma a um ambiente democrático porque não se dispõe a nenhuma negociação.

No entanto, a radicalidade dessa posição sectária não exime os moralistas, que a sustenta, de errarem. Aliás, a falibilidade é constituinte do ser humano, segundo o próprio cristianismo. Então, o erro irá acontecer. E, por isso, o perdão foi criado como uma categoria teológica fundamental para lidar com as nossas falhas, mas também para evitar que a condenação moral seja uma forma de discriminar as pessoas como se algumas delas fossem essencialmente más e, portanto, pudessem ser condenadas de modo definitivo com a morte por apedrejamento.

Quando optam por condenar uma criança de dez anos os cristãos não apenas atiram a primeira pedra como reservam para si o monopólio da hipocrisia porque longe de combaterem as clínicas particulares de aborto (que seguem sendo operadas por católicos) reservam para si o direito de destruir vidas fragilizadas pela violência – muitas vezes praticadas na própria Igreja –do estupro.

*Érico Andrade é professor de filosofia na Universidade Federal de Pernambuco.

 

Veja neste link todos artigos de

10 MAIS LIDOS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

__________________
  • A Unicamp na hora da verdadecultura artista palestina 13/07/2024 Por FRANCISCO FOOT HARDMAN: No próximo dia 6 de agosto o Conselho Universitário da Unicamp terá de deliberar se susta as atuais relações com uma das instituições empenhadas no massacre em Gaza
  • 40 anos sem Michel Foucaultveneza 13/07/2024 Por VINÍCIUS DUTRA: O que ainda permanece admirável na forma de Foucault de refletir é sua perspicácia em contestar ideias intuitivamente aceitas pela tradição crítica de pensamento
  • Que horas são no relógio de guerra da OTAN?José Luís Fiori 17/07/2024 Por JOSÉ LUÍS FIORI: Os ponteiros do “relógio da guerra mundial” estão se movendo de forma cada vez mais acelerada
  • A noite em que a Revolução Francesa morreuater 0406 01/07/2024 Por MARTÍN MARTINELLI: Prefácio do livro de Guadi Calvo
  • Episódios stalinistas no Brasilfotos antigas 14/07/2024 Por ANGELA MENDES DE ALMEIDA: Uma história costurada com inverdades, mas que, muito tempo depois, acabaram por sair à luz do dia
  • Marxismo e política — modos de usarLuis Felipe Miguel 15/07/2024 Por LUIS FELIPE MIGUEL: Introdução do autor ao livro recém-publicado
  • Carta de Berlim — a guerra e o velho diaboFlávio Aguiar 2024 16/07/2024 Por FLÁVIO AGUIAR: Há um cheiro de queimado no ar de Berlim. E não há nenhum Wald (bosque) em chamas, apesar do calor estival. O cheiro de queimado vem mesmo da sede do governo Federal
  • Hospitais federais do Rio de JaneiroPaulo Capel Narvai 11/07/2024 Por PAULO CAPEL NARVAI: A descentralização dos Hospitais federais do Rio não deve ser combatida nem saudada, ela é uma necessidade
  • Julian Assange, Edward Snowden, Daniel Ellsbergwalnice 13/07/2024 Por WALNICE NOGUEIRA GALVÃO: Só permanece desinformado sobre segredos e inconfidências quem de fato tiver muita preguiça
  • A produção ensaística de Ailton Krenakcultura gotas transp 11/07/2024 Por FILIPE DE FREITAS GONÇALVES: Ao radicalizar sua crítica ao capitalismo, Krenak esquece de que o que está levando o mundo a seu fim é o sistema econômico e social em que vivemos e não nossa separação da natureza

PESQUISAR

TEMAS

NOVAS PUBLICAÇÕES