Fragmentos XXVII

Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por AIRTON PASCHOA*

Seis peças curtas

Cortar a grama

Tem coisas que nos trazem sensações de paz tão, tão implacáveis, vá lá, que mal sufocamos a gana de errar a berrar. Por exemplo, cortar a grama. E não precisa ter árvore, parque por perto, não precisa nem mesmo ter gramado vasto ou vistoso. A faixa que cultivo, estreita, basta. Até acicata aliás a caprichar mais e mais, cortá-la rente, rentinha, a tripinha. Experimentem, é impagável a emoção. Equivalente à de aparar a guedelha de uma criatura morta, presumo. E se ainda assim continua a crescer… Cortem a grama! é o que posso humildemente rogar-lhes, quando um dia passarem a meu lado.

Palestina

Ao Chris Hedges

Conceba, quem puder, o inconcebível – gerar filhos pra alimentar a corrente da morte, não a morte filosófica da finitude humana, não a morte natural inscrita em toda carne, a morte precoce, a morte jovem, a morte adolescente, a morte menina, a morte infantil, a morte imediata, a morte prevista, a morte ponderada, porque não vinga outro recurso a povo encurralado que queira escapar ao desaparecimento, à dizimação, a não ser seguir nascendo pra seguir vivemorrendo-morrevivendo. Como vive semelhante mãe? Como sobrevive à demanda de parir corpos? Útero vivo em coração morto, coração vivo em útero morto, quem há de saber? A morte no colo, amamentada, mimada, ninada, servida. Chorada? Haverá inda lágrimas? Olhos secos são insuportáveis.

Crucifixado

Soluçando abraçado ao pescoço do pobre cavalo de ralho e relho coberto, à imagem e semelhança de qualquer cristo atormentado, sussurrando-lhe sabe deus em que verbo orações confusas ao pé de orelhas e olhares perplexos, não fez Nietzsche o que, em face das sofrentes criações, das sofrentes criaturas, nos freia o decoro de calças, que só servem de fato pra cobrir vergonhas? Mundo de cangotes e cavalos. As lágrimas acabariam em dilúvio e recomeçaria tudo de novo no vale de encher os olhos, com o chicote, o coche, o cocheiro e o cheiro, um puxando o outro.

Divino & maravilhoso

Escrevo torto por linhas certas. Não se trata da única diferença para com o Criador, quero crer. Tampouco a mais relevante, em absoluto. Também apareço pouco e não sou reconhecido como Ele… Ficou equívoca a sentença, mas vá. Minha paciência não goza fama de infinita. A diferença com o Altíssimo maior incide sobre a estatura –— menos de 1,80 metro. Não chego a ser baixíssimo, embora admita ande longe de alcançá-Lo. Já a diferença moral sinto que vem com o tempo encurtando cabeça a cabeça e, contasse pela frente a eternidade, fatalmente a gente emparelhava. Crescente figura a indiferença.

Aspirina

O homem inspira e expira.
Entre os respiros aspira.
Deus espirra.

Airton Paschoa
(1977-2017)

O resto é déficit da Previdência.
Que a Providência,
Em Sua infinita sabedoria fiscal,
Ajude nossos austeros governos,
Exarando logo a reintegração de posse.
Amém.

 *Airton Paschoa é escritor. Autor, entre outros livros, de Polir chinelo (e-galáxia) [https://amzn.to/4at8YgM]


A Terra é Redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores.
Ajude-nos a manter esta ideia.
CONTRIBUA

Veja neste link todos artigos de

10 MAIS LIDOS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

__________________
  • O filósofo e o comediantefranklin de matos 08/07/2024 Por BENTO PRADO JR.: Prefácio do livro de Franklin de Matos – uma homenagem dos editores do site ao filósofo e professor da USP, falecido ontem
  • A Unicamp na hora da verdadecultura artista palestina 13/07/2024 Por FRANCISCO FOOT HARDMAN: No próximo dia 6 de agosto o Conselho Universitário da Unicamp terá de deliberar se susta as atuais relações com uma das instituições empenhadas no massacre em Gaza
  • A noite em que a Revolução Francesa morreuater 0406 01/07/2024 Por MARTÍN MARTINELLI: Prefácio do livro de Guadi Calvo
  • O Trabalhismo venceu, mas não é um partido de esquerdamaçã mpodre 07/07/2024 Por KEN LOACH: O líder trabalhista Keir Starmer não é um moderado, não é um centrista, mas sim um político de direita, intransigente e orientado para o livre mercado
  • Hospitais federais do Rio de JaneiroPaulo Capel Narvai 11/07/2024 Por PAULO CAPEL NARVAI: A descentralização dos Hospitais federais do Rio não deve ser combatida nem saudada, ela é uma necessidade
  • A lição francesaandré kaysel 10/07/2024 Por ANDRÉ KAYSEL: Não há como derrotar a extrema direita sem a esquerda
  • O balcãohomem caminhando preto e branco 08/07/2024 Por JOÃO CARLOS SALLES: Neoliberalismo na universidade pública
  • Nordeste — um novo cenáriovermelho ddddddddddd 10/07/2024 Por JOSÉ DIRCEU: O Nordeste passará a ser visto como exemplo para o Brasil, da mesma forma que escolas públicas do Ceará são referência em qualidade de ensino
  • A produção ensaística de Ailton Krenakcultura gotas transp 11/07/2024 Por FILIPE DE FREITAS GONÇALVES: Ao radicalizar sua crítica ao capitalismo, Krenak esquece de que o que está levando o mundo a seu fim é o sistema econômico e social em que vivemos e não nossa separação da natureza
  • Episódios stalinistas no Brasilfotos antigas 14/07/2024 Por ANGELA MENDES DE ALMEIDA: Uma história costurada com inverdades, mas que, muito tempo depois, acabaram por sair à luz do dia

PESQUISAR

TEMAS

NOVAS PUBLICAÇÕES