marxismo21 faz 10 anos!

Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por COLETIVO MARXISMO21

Uma experiência inédita e original no campo dos estudos marxistas

Criado, em agosto de 2012, por um conjunto de pesquisadores e docentes de várias universidades (públicas e privadas) do país, marxismo21 é uma experiência inédita e original no campo dos estudos marxistas. Sob uma orientação crítica, plural e democrática, o blog procura ser o repositório da produção intelectual do marxismo brasileiro disponível na internet. Se na web, no Brasil e no mundo, podemos encontrar sites e blogs que difundem a obra de um marxista em particular, marxismo21 deles se distingue na medida em que tem divulgado o pensamento de intérpretes brasileiros, sejam quais forem as suas orientações teóricas e políticas dentro do marxismo.*

Por meio do extenso material contido em diferentes seções, o blog permite comprovar a riqueza, a fecundidade e a diversidade da obra teórica de Marx. Na perspectiva de sua editoria, não existe o marxismo verdadeiro, mas diferentes linhagens e interpretações, nacional e internacionalmente, da teoria de Marx. marxismo21 não privilegia, pois, uma contribuição marxista particular sobre a formação social e histórica brasileira, mas apresenta ao leitor – de forma não sectária ou dogmática – diferentes interpretações vinculadas ao pensamento de Marx e Engels.

Mantido intelectual e financeiramente por um Conselho Consultivo, cujos membros (docentes e pesquisadores) estão vinculados a diferentes universidades – localizadas em 14 estados brasileiros – marxismo21 oferece gratuitamente livros e artigos de revistas que, por vezes, constam de poucos acervos de bibliotecas do país ou não estão disponíveis na internet. Por sua vez, trabalhos acadêmicos não publicados em livros – dissertações de mestrado e teses de doutorado que se orientam pela teoria e método marxista – também são disponibilizados em seção específica do blog. Vídeos de palestras e cursos sobre as obras de Marx e Engels e de autores de diferentes tradições no campo do marxismo podem ser acessados na seção Multimídia.

Neste sentido, pesquisadores, docentes e estudantes das mais remotas cidades do país – por vezes privados de recursos financeiros e acervos qualificados onde trabalham ou residem – podem consultar e baixar artigos de revistas e obras da esquerda socialista que, eventualmente, deixaram de ser editadas e reeditadas no Brasil. A fim de ampliar o acervo disponível, os editores e os membros do Conselho realizam trabalhos de digitalização de livros e revistas que estão fora de catálogo e acessíveis apenas em algumas bibliotecas de universidades públicas do país.

A consulta às estatísticas do blog revela – pela elevada quantidade de acessos individuais e pelo número de downloads realizados diariamente pelos leitores – que marxismo21 tem sido um valioso recurso a pesquisadores, docentes, estudantes (de pós-graduação, graduação e do ensino médio) e militantes de movimentos sociais.

Acreditamos que, nestes 10 anos de existência, marxismo21 cumpriu com um dos objetivos centrais pelo qual foi criado. Como se lê na proposta editorial, “o blog pretende ser, sobretudo, um instrumento útil e valioso na luta teórica, política e ideológica pela difusão do pensamento marxista, crítico e transformador. Esta expectativa funda-se na convicção de que as ferramentas oferecidas pelos novos suportes e mídias digitais, bem como os temas relativos à sua democratização e socialização, devem ser questões e desafios enfrentados pelo marxismo no século XXI.”

 

O trabalho editorial

O comitê editorial de marxismo21 – que busca ter sempre o acompanhamento e a colaboração de seu Conselho Consultivo – se responsabiliza por várias tarefas. Uma delas é a de, regularmente, organizar dossiês que abordam quatro problemáticas diferentes: pensamento marxista no Brasil; debates sobre questões teóricas do marxismo; temáticas de ordem conjuntural e especiais (efemérides na história do marxismo e do socialismo).

Ao longo de 10 anos, 22 dossiês sobre as obras de autores marxistas – livros, artigos, entrevistas, vídeos etc. – foram publicados.** Na mesma direção, a seção Intervenções igualmente tem postado dossiês sobre a produção intelectual de marxistas que ainda permanecem atuantes na cena política e editorial do país.***

Debates teóricos sobre Estado e democracia, classes sociais, imperialismo, feminismo, meio ambiente e outras problemáticas do materialismo histórico e da luta de classes são objeto da seção “Temáticas”. Por sua vez, a seção “Temas conjunturais” publica dossiês que discutem relevantes questões que interpelam os marxistas a oferecer uma interpretação crítica e intervenções políticas criadoras: “junho de 2013”, o “golpe de 2016”, “governo Bolsonaro”, “pandemia”, “ajuste fiscal”, “Pec 241” e outros temas são alguns desses dossiês. A particularidade deles reside no fato de que a quase totalidade de seus textos foi elaborada especialmente para marxismo21; ou seja, os textos são de autores (externos ou não ao Conselho) que aceitaram um convite do blog para debater a problemática do dossiê. Neste sentido, o blog inova na medida em que deixa de reproduzir textos divulgados anteriormente em outras mídias; passa também a editar textos inéditos, tal como as revistas impressas de esquerda.

Sob a rubrica Especiais, têm sido organizados dossiês sobre efemérides relevantes na história do marxismo e do socialismo, no Brasil ou no exterior; entre eles, podem ser mencionados: Marx 200 anos, Engels 200 anos, 100 anos da Revolução Russa, 150 anos de Lênin, 80 anos da morte de Leon Trotsky, Homenagens a Eric Hobsbawm, István Mészáros, Domenico Losurdo e outros relevantes pensadores críticos marxistas.

Resenhas críticas de livros recentemente publicados e de obras antigas relevantes de autores marxistas integram uma seção especializada do blog. Cerca de 60 livros foram examinados por autores especialmente convidados. marxismo21 também divulga textos extraídos de publicações disponibilizadas na internet (entre estes, estão resenhas de obras de Florestan Fernandes, Caio Prado Jr., Jacob Gorender, Carlos Nelson Coutinho, Evgeni Pachukanis, Nicos Poulantzas, Domenico Losurdo e outros).

 

Contribuição para a pesquisa marxista

À guisa de conclusão desta breve Nota, façamos dois destaques que permitem ressaltar a valiosa e original contribuição do blog para a pesquisa e o conhecimento da produção intelectual marxista no Brasil.****

Por meio da seção Memória de esquerda, marxismo21 disponibiliza coleções de revistas e de livros, editadas em décadas atrás, que não são mais publicadas no país. Tendo em vista que são de difícil acesso ao público, a Editoria e colaboradores têm digitalizado algumas destas publicações marxistas e de esquerda; parte delas, esclareça-se, foi editada em plena ditadura militar (1964-1985). Entre estas valiosas publicações, citemos: Cadernos do Povo Brasileiro, Caderno de Debate, Debate, Encontros com a Civilização Brasileira, Escrita/Ensaio, Estudos Sociais, Novos Rumos, Revista Civilização Brasileira, Temas de Ciências Humanas, Teoria e Política e praga. Pela qualidade e importância da revista, o blog – com a colaboração de pesquisadores marxistas da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile e México –, publica, excepcionalmente, 98 números de Cuadernos de pasado y presente, revista criada em Córdoba, Argentina, em maio de 1969. Com muita certeza, nenhum acervo público do Brasil tem o privilégio de possuir este excelente material de pesquisa para o conhecimento do marxismo em nosso continente.

O segundo destaque a ser registrado significa um importante avanço editorial. Desde 2020, marxismo21 publicou quatro livros eletrônicos (E-books), oferecidos gratuitamente. São eles: Os desafios do feminismo marxista na atualidade (2020), obra que reúne textos de 16 pesquisadoras e militantes feministas que discutem a relação entre feminismo e marxismo; Florestan Fernandes. Trajetória, Memória e Dilemas no Brasil (2021), livro que reúne oito entrevistas inéditas com Florestan Fernandes e análises sobre sua produção sociológica elaboradas por sete pesquisadores(as); Racismo, etnia e luta de classes no debate marxista (2021), coletânea formada por 23 artigos escritos por 26 autores(as) que analisam a questão étnico-racial e sua relação com as lutas de classes a partir da teoria marxista e Diálogos com Duarte Pereira sobre a História da Ação Popular (2022), livro contém uma série de intervenções e registros produzidos pelo jornalista e ex-dirigente da AP, Duarte Pereira, ao longo das últimas décadas.

No início de 2023, marxismo21 publicará o E-book “Prosas feministas em tempos de pandemia”, coletânea produzida por 14 pesquisadoras que se colocaram o desafio de discutir a questão: “Qual a condição social das mulheres e quais suas possíveis resistências na sociedade capitalista do século XXI?”

Por último, cabe observar que o blog tem sido coerente com sua proposta editorial, particularmente, quando afirma: “Entendemos (…) que o marxismo apenas conseguirá responder aos desafios do século XXI caso se mantenha aberto à confrontação permanente com os novos fenômenos da atualidade, seja na economia, na política, na cultura etc., testando sempre a validade de suas hipóteses”.

marxismo21 busca, pois, se orientar pela perspectiva teórica e política dos clássicos do marxismo que nada tem a ver com reducionismos, dogmatismos e sectarismos estéreis. Nesta direção, o blog continuará afirmando que a divulgação do marxismo nunca será um ato gratuito, pois implica um compromisso histórico permanente com as lutas sociais e políticas dos setores populares e dos trabalhadores. Sob uma perspectiva anticapitalista e socialista, estas lutas, na atual conjuntura do país, se voltam prioritariamente para a superação da barbárie social e da derrota da extrema-direita fascistizante.

*Coletivo marxismo21

Notas


* Referência importante para a pesquisa marxista é o Arquivo Marxista na Internet;

** Os autores marxistas brasileiros que, até o momento, foram objeto de dossiês são: Alberto Passos Guimarães, Astrojildo Pereira, Caio Prado Jr., Carlos Nelson Coutinho, Ciro Flamarion Cardoso, Clóvis Moura, Duarte Pereira, Edmundo Fernandes, Ignácio Rangel, Florestan Fernandes, Jacob Gorender, Leandro Konder, Luiz Pereira, Mario Pedrosa/Lívio Xavier, Nelson Werneck Sodré, Marialice Mencarini Foracchi, Octavio Ianni, Octavio Brandão, Rui Facó e Ruy Mauro Marini.

*** Os autores cujos trabalhos integram esta seção são: Décio Saes, Dermeval Saviani, Iná Camargo, José Paulo Netto, Márcio Naves, Michael Löwy e Roberto Schwarz.

**** Para ser informado sobre as publicações de marxismo21 nas redes: Página do blog: https://marxismo21.org/

Instagram: @marxismo21

Facebook: https://www.facebook.com/marxismo21

Twitter: @marxismo21

Youtube: https://www.youtube.com/@marxismo21videos57

O site A Terra é Redonda existe graças aos nossos leitores e apoiadores.
Ajude-nos a manter esta ideia.
Clique aqui e veja como 

 

Veja neste link todos artigos de

10 MAIS LIDOS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

__________________
  • A Unicamp na hora da verdadecultura artista palestina 13/07/2024 Por FRANCISCO FOOT HARDMAN: No próximo dia 6 de agosto o Conselho Universitário da Unicamp terá de deliberar se susta as atuais relações com uma das instituições empenhadas no massacre em Gaza
  • 40 anos sem Michel Foucaultveneza 13/07/2024 Por VINÍCIUS DUTRA: O que ainda permanece admirável na forma de Foucault de refletir é sua perspicácia em contestar ideias intuitivamente aceitas pela tradição crítica de pensamento
  • A noite em que a Revolução Francesa morreuater 0406 01/07/2024 Por MARTÍN MARTINELLI: Prefácio do livro de Guadi Calvo
  • Hospitais federais do Rio de JaneiroPaulo Capel Narvai 11/07/2024 Por PAULO CAPEL NARVAI: A descentralização dos Hospitais federais do Rio não deve ser combatida nem saudada, ela é uma necessidade
  • O filósofo e o comediantefranklin de matos 08/07/2024 Por BENTO PRADO JR.: Prefácio do livro de Franklin de Matos – uma homenagem dos editores do site ao filósofo e professor da USP, falecido ontem
  • Episódios stalinistas no Brasilfotos antigas 14/07/2024 Por ANGELA MENDES DE ALMEIDA: Uma história costurada com inverdades, mas que, muito tempo depois, acabaram por sair à luz do dia
  • Nordeste — um novo cenáriovermelho ddddddddddd 10/07/2024 Por JOSÉ DIRCEU: O Nordeste passará a ser visto como exemplo para o Brasil, da mesma forma que escolas públicas do Ceará são referência em qualidade de ensino
  • A produção ensaística de Ailton Krenakcultura gotas transp 11/07/2024 Por FILIPE DE FREITAS GONÇALVES: Ao radicalizar sua crítica ao capitalismo, Krenak esquece de que o que está levando o mundo a seu fim é o sistema econômico e social em que vivemos e não nossa separação da natureza
  • Marxismo e política — modos de usarLuis Felipe Miguel 15/07/2024 Por LUIS FELIPE MIGUEL: Introdução do autor ao livro recém-publicado
  • Julian Assange, Edward Snowden, Daniel Ellsbergwalnice 13/07/2024 Por WALNICE NOGUEIRA GALVÃO: Só permanece desinformado sobre segredos e inconfidências quem de fato tiver muita preguiça

PESQUISAR

TEMAS

NOVAS PUBLICAÇÕES