Andrea Loparic (1941-2021)

Imagem: Jade
Whatsapp
Facebook
Twitter
Instagram
Telegram

Por ANTONIO MARTINS*

Homenagem à filósofa, professora e ativista cuja chama jamais se extinguiu

Quando conheci Andrea Loparic, em 1998, a That’s Internet, que ela criara alguns anos antes, ocupava duas salas de um predinho comercial no Butantã, em São Paulo. Fora-me indicada por Antonio Rolim, um amigo comum. Assumiu de pronto a proposta que eu lhe trazia: criar, na rede, a estrutura para a edição brasileira do Le Monde Diplomatique, que começava a nascer. Não havia publicadores automáticos, nem blogs, muito menos redes sociais. Os jornais eletrônicos eram feitos na unha, associando código html aos textos. Sentada, espaçosa, atrás de uma pequena mesa e de um cinzeiro repleto de bitucas, assegurou: “o jornal vai sair: as condições, a gente discute depois.

Nada perturbava mais Andrea, àquela época, que o domínio que as grandes corporações começavam a exercer sobre a internet. A pequenina That’s havia sido pioneira. Oferecera serviços de conexão antes mesmo da poderosa Telefonica, que controla a telefonia em São Paulo. Mas a força da grana minava seus esforços. Sem políticas de estímulo à diversidade, como enfrentar o poder econômico dos gigantes?

Foi esta paixão pelas batalhas mais difíceis que levou ela e sua filha Tereza, dois anos depois, a outro feito: a construção do site do Fórum Social Mundial, em Porto Alegre. Talvez tenha sido o primeiro encontro político convocado exclusivamente pela internet. O orçamento apertado não permitia imprimir um único cartaz ou panfleto. O Fórum, a princípio tímido, tornou-se com o passar dos meses um grande evento global. O servidor em que estava instalado não suportava o número de acessos, vindos de todas as partes do mundo. Andrea, que cruzara os 60 anos, passou muitas noites em claro, em busca de saídas – que sempre soube encontrar.

Por trás deste ativismo, havia solidez política. Militante da Ação Popular desde muito jovem, no Recife, estudou filosofia e tornou-se professora de lógica, na USP e na UFRGS. É lembrada com admiração e afeto, nas duas universidades. Aposentou-se há pouco mais de dez anos. Dedicou-se ainda mais às causas de sua predileção – uma delas, o apoio às vítimas de perseguição política, entre elas o ex-deputado José Genoíno. Sonhava, às vezes devaneios malucos, com a criação, por meios eletrônicos, de novas redes de militantes.

A saúde abreviou sua estrada. Venceu um câncer, mas não as sequelas da quimioterapia. Quando perdeu a mobilidade, passou a batalhar acamada. Tramava, polemizava e animava pelas redes e pelo telefone. A chama jamais se extinguiu. Deixou-nos ontem. Segue conosco.

*Antonio Martins é jornalista, editor do site Outras Palavras.

Publicado originalmente no site Outras Palavras.

 

Veja neste link todos artigos de

10 MAIS LIDOS NOS ÚLTIMOS 7 DIAS

__________________
  • Andes x Proifes — a disputa no sindicalismo docentegreve educação 28/05/2024 Por VALTER LÚCIO DE OLIVEIRA: O sindicato sai enfraquecido quando sua direção parte do princípio de que as únicas posições verdadeiramente esclarecidas e legítimas são aquelas que respaldam a suas orientações
  • A hora da estrela – trinta e nove anos depoisclareice 20/05/2024 Por LEANDRO ANTOGNOLI CALEFFI: Considerações sobre o filme de Suzana Amaral, em exibição nos cinemas
  • O bolsonarismo pode voltar ao poder?Valério Arcary 24/05/2024 Por VALERIO ARCARY: O lulismo, ou lealdade política à experiência dos governos liderados pelo PT, permitiu conquistar o apoio entre os muito pobres. Mas a esquerda, embora mantenha posições, perdeu a hegemonia sobre sua base social de massas original.
  • Um alvo perfeitocultura Poemas 27/05/2024 Por ANTÔNIO DAVID: Considerações sobre o ataque de Jair Bolsonaro a Marília Moschkovich
  • Realizando a filosofia — Marx, Lukács e a Escola de…toca discos 25/05/2024 Por ANDREW FEENBERG: A filosofia da práxis é significativa hoje como a tentativa mais desenvolvida dentro do marxismo de refletir sobre as consequências da racionalização da sociedade sob o capitalismo
  • A “multipolaridade” e o declínio crônico do OcidenteJosé Luís Fiori 17/05/2024 Por JOSÉ LUÍS FIORI: A defesa da multipolaridade será cada vez mais a bandeira dos países e dos povos que se insurgem neste momento contra o imperium militar global exercido pelo Ocidente
  • Financeirização — crise, estagnação e desigualdadeCarlos-Vainer 28/05/2024 Por CARLOS VAINER: Considerações sobre o livro recém-lançado, organizado por Lena Lavinas, Norberto Montani Martins, Guilherme Leite Gonçalves e Elisa Van Waeynberge
  • Guaíba – rio ou lago?Rio Guaíba 24/05/2024 Por JOÃO HÉLIO FERREIRA PES: É importante definir juridicamente se o Guaíba é rio ou lago para fins de uma eficaz implantação das políticas públicas de proteção de suas margens
  • Tensões da composição policlassistaMike Chai 27/05/2024 Por ANDERSON ALVES ESTEVES: Greve nos Institutos e Universidades federais desnuda a frente amplíssima
  • A teoria da vitóriagilbertolopes1_0 27/05/2024 Por GILBERTO LOPES: Se o mundo civilizado não os detiver, estes selvagens nos levarão à Terceira Guerra Mundial

AUTORES

TEMAS

NOVAS PUBLICAÇÕES